AHF e UNESCO lançam concurso de jornalismo sobre HIV e aids

Cartaz anuncia concurso sobre jornalismo investigativo.
Cartaz anuncia concurso sobre jornalismo investigativo.
Cartaz anuncia concurso sobre jornalismo investigativo.
Cartaz anuncia concurso sobre jornalismo investigativo.

Aids Healthcare Foundation (AHF), por meio do seu escritório para América Latina e Caribe, e o Escritório Regional de Educação da UNESCO para América Latina e Caribe (OREALC/UNESCO Santiago) convocam para apresentação de trabalhos para a terceira edição do Concurso de Jornalismo Investigativo sobre HIV e Aids na América Latina e no Caribe. As inscrições estão abertas até o próximo dia 15 de março de 2019.

O prêmio tem por objetivo reconhecer o trabalho informativo dos profissionais do jornalismo em temas relacionados com:

  A prevenção – ou a falta desta – de novas infecções pelo HIV, incluindo o acesso aos preservativos.

 Como está a prestação de serviços ou a realização de ações para aumentar a consciência sobre o HIV na sociedade.

O acesso – ou a falta – a atenção de qualidade ao HIV.

A discriminação vivenciada pelas pessoas que vivem com HIV, o estigma que ainda as cerca.

As barreiras culturais que afetam a realização do teste que diagnostica a infecção e a atenção à saúde.

As histórias de vida das pessoas que vivem com HIV.

Outro de pertinência social, relacionados com o tema, segundo a situação de cada país.

A AHF reconhece o trabalho das e dos comunicadores e meios de comunicação como indispensáveis para que a sociedade e os governos tenham a informação adequada para fazer frente a epidemia do HIV e Aids, que segue sendo um assunto de saúde pública prioritário a nível global.

Datas de Publicação e Entrega

Os trabalhos jornalísticos deverão ter sido publicados ente 1 de janeiro de 2018 e 28 de fevereiro de 2019.

A inscrição dos trabalhos estará aberta até 15 de março de 2018 (inclusive), até as 23:59 horas de Los Angeles – Califórnia (-8 UTC), sede global da AHF.

Os trabalhos devem ser enviados para os correios eletrônicos da AHF de cada país:

Argentina: [email protected]

Brasil: [email protected]

Chile: [email protected]

Colômbia: [email protected]

Guatemala: [email protected]

México: [email protected]

Peru: [email protected]

República Dominicana: [email protected]

As bases do concurso estão disponíveis no site www.periodismovihsida.org.

Os vencedores serão anunciados pelo comunicado de imprensa no dia 3 de maio de 2019, simultaneamente em todos os países.

Requisitos

 Os trabalhos dos candidatos devem ter sido divulgados entre o dia 1 de janeiro de 2018 até dia 28 de fevereiro de 2019 em mídia tradicional ou independente.

 Os trabalhos devem ter sido publicados na mídia nacional.

 Cada participante só poderá participar com até 2 trabalhos (incluindo aqueles em que eles participam em equipe, com o entendimento de que apenas um prêmio será concedido por equipe, para o autor ou autora principal).

Os trabalhos publicados em mais de um formato concorrerão em apenas uma categoria.

Trabalhos jornalísticos de pesquisa ou publicações em capítulos de contos serão aceitos.

Os participantes devem enviar seu trabalho de acordo com os seguintes parâmetros:

Imprensa escrita:

Arquivo .doc ou .txt

PDF da publicação original

Peças audiovisuais:

– Arquivo mp3 ou mp4

– Link do vídeo no Youtube

Além disso:

No caso de trabalhos em equipe, entregar carta de cada um dos integrantes em que aceitam em compartilhar os créditos e, em caso de ganharem, designar apenas um representante para a viagem.

Mini-bio de cada autor/a (tamanho máximo: uma página por pessoa).

Cópia escaneada da identidade (RG) de cada autor/a.

Critérios de Avaliação dos Trabalhos

Os critérios apresentados abaixo serão propostos aos júris, para oferecer bases comuns e facilitar os processos de avaliação.

Veracidade: que o trabalho fornece informações comprováveis.

Oportunidade: a sua publicação escrita ou vídeo gerou um impacto informativo.

Transcendência social: que essa informação estimule a transformação social, cultural e / ou médica na abordagem do HIV-AIDS.

Linguagem não discriminatória que esteja em conformidade com as técnicas de apresentação aplicáveis a cada meio.

Estrutura e qualidade narrativa: que o uso da linguagem para cada meio seja eficaz e de qualidade.

Pesquisa: mostre um conhecimento global de HIV-AIDS. Isso inclui dados de várias fontes.

Ética jornalística: que demonstre respeito pela integridade daqueles que lideram eventos e por fontes confiáveis (respeito à privacidade, linguagem inclusiva e confirmação de dados); ligado à veracidade dos fatos; que sirva aos interesses das audiências; que seja independente

O Juri

O lançamento da chamada, a seleção dos jurados e a tomada de decisões serão feitas em nível nacional. Em cada país participante, o júri é composto por três a cinco pessoas, incluindo jornalistas e especialistas em HIV de várias áreas.

O Prêmio

Haverá um vencedor por categoria em cada país. Os vencedores receberão um diploma e troféu em reconhecimento e participarão, juntamente com jornalistas premiados de outros países, da 10th International AIDS Society (IAS) Conference on HIV Science, e atividades preparatórias a serem realizadas na Cidade do México de 23 a 27 de julho de 2019. A AHF pagará passagens aéreas, hospedagem, refeições e despesas relacionadas a viagem.

Todas e todos os participantes receberão um certificado de participação.

*Para os jornalistas ganhadores do México, a premiação será uma viagem para Lima, Peru para participar em atividades da AHF Peru, de acordo com o calendário de 2019 da organização.

SOBRE A AHF

A Aids Healthcare Foundation (AHF) é uma fundação internacional sem fins lucrativos com sede em Los Angeles, Estados Unidos. Ela proporciona serviços de prevenção do HIV, testagem e assistência a mais de um milhão de pessoas em 42 países no mundo.

Na América Latina e Caribe tem presença em 14 países, nos quais oferece testes rápidos e gratuitos e vinculação com serviços de saúde pública dos governos e não-governamentais, para assegurar a prevenção e o tratamento nas comunidades.  Junto a mais de 150 organizações da sociedade civil aliadas na região, a AHF advoga por um melhor acesso aos testes e, em particular, ao tratamento mais rápido sem estigma nem discriminação.

Conheça mais sobre a AHF em www.aidshealth.org

Sobre o escritório Regional de Educação da Unesco para América Latina e Caribe 

A OREALC/UNESCO Santiago, com sede em Santiago do Chile, foi criada em 1963 com o propósito de apoiar aos Estados Membros da região na definição de estratégias para o desenvolvimento de suas políticas educativas.

Exerce sua missão enquadrada na convicção que a educação é um direito humano para todas e todos, ao longo da vida, e que seu acesso deve ser acompanhado de qualidade.

A UNESCO á a única organização das Nações Unidas que dispõe de um mandato para cobrir todos os aspectos da educação. Foi-lhe confiada a coordenação da Agenda Mundial da Educação para 2030 no âmbito do Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 4. O roteiro para alcançar este objetivo é o Marco de Ação de Educação 2030.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112833 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]