A criação do primeiro curso de cinema em São Paulo é destaque na minissérie O Cinema Sonhado, de Ugo Giorgetti

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Carlos Augusto Kalil, professor de cinema.
Carlos Augusto Kalil, professor de cinema.
Carlos Augusto Kalil, professor de cinema.
Carlos Augusto Kalil, professor de cinema.

Durante os meses de janeiro e fevereiro, o SescTV apresentada episódios inéditos da minissérie O Cinema Sonhado. Dirigida pelo cineasta Ugo Giorgetti, a produção, que conta com quatro partes, rememora o cinema paulista a partir de depoimentos de cineastas formados nos grandes estúdios da década de 1950, e de ex-alunos da ECA – Escola de Comunicação e Artes da USP. No dia (08/02/2019), sexta, às 20 horas, vai ao ar ECA, terceiro episódio da minissérie. Assista em (sesctv.org.br).

O episódio trata de uma, entre as várias vertentes que se multiplicavam no cinema de São Paulo nos anos de 1960, o cinema político. Logo após a descoberta do cinema publicitário pela geração anterior, foi criado em 1967 o curso de cinema da Escola de Comunicações Culturais – que dois anos depois, tornou-se a Escola de Comunicações e Artes da USP. Entre seus fundadores estavam relevantes pensadores e realizadores como Rudá de Andrade, Maria Rita Galvão, Jean-Claude Bernardet e Paulo Emílio Salles Gomes.

Ao contrário da companhia Vera Cruz, que ambicionava um cinema internacionalizado, a ECA queria produzir um cinema nacional, mais nacionalista, inspirado no Cinema Novo que se fazia no Rio de Janeiro e, principalmente, nos moldes dos Modernistas paulistas com os quais o historiador e crítico de cinema Paulo Emílio Salles Gomes manteve laços de convívio e amizade. O Brasil era um dos principais assuntos do cinema e essa novidade foi acatada com entusiasmo pelos jovens estudantes.

Segundo Ugo Giorgetti, a motivação que os fundadores da Escola de Cinema da USP tinham era fazer com que o cinema contribuísse de maneira relevante no registro da história do Brasil. “O espírito que congregava, no esforço de criação do curso era produzir um cinema político”, reforça o professor de cinema Carlos Augusto Kalil. Para ele, a ECA mantém até hoje a tradição de fazer um cinema político e anti-mercado.

Entre tantas curiosidades sobre a época trazidas pelo episódio, a técnica de acervo Olga Futema comenta da sorte e privilégio que sua geração teve, ao estudar na ECA. “Eu assisti O Encouraçado Potemkin e outubro, ao lado do Paulo Emílio e Boris Schneider, que traduzia as cartelas do russo, simultaneamente”, relembra Olga.

A Escola de Comunicação e Artes da USP também recebe destaque, na minissérie, como lugar de encontro de uma geração importante para o audiovisual brasileiro. Para falar sobre a ECA, Ugo Giorgetti contou com depoimentos de profissionais como André Klotzel (produtor e diretor), Claudio Khans (produtor), Carlos Augusto Kalil (professor de cinema), Francisco C. Martins (diretor), Alain Fresnot (diretor), Suzana Amaral (diretora e roteirista), Guilherme Lisboa (produtor), Pedro Farkas (diretor de fotografia), Olga Futema (técnica de acervo), Isa Castro (diretora do Museu da Imagem e do Som de São Paulo), Zé Bob (diretor de fotografia) e Ricardo Dias (diretor e roteirista). Todos esses profissionais narram suas aproximações iniciais com o cinema e os primeiros anos do curso de cinema da ECA USP.

Uma plataforma gratuita sob demanda

Além do acesso à programação ao vivo do canal, o site do SescTV oferece uma seleção de programas e séries brasileiras que podem assistidas na íntegra, gratuitamente, sem necessidade de cadastro. Basta acessar sesctv.org.br. São shows, documentários, debates e entrevistas, que tratam de temas como arquitetura, literatura, filosofia, teatro, política, sociedade, ética e cotidiano. Dentre os programas estão as séries Arquiteturas e Habitar Habitat, ambas dirigidas por Paulo Markun e Sergio Roizenblit; Estilhaços e HiperReal, dirigidas por Kiko Goifman; Filosofia Pop, dirigida por Esmir Filho e apresentada por Marcia Tiburi; Super Libris, de José Roberto Torero, e Galáxias – Olhares sobre o Brasil, de Isa Grinspum Ferraz.

Sobre o SescTV

O SescTV é um canal de difusão cultural do Sesc em São Paulo, distribuído gratuitamente, que tem como missão ampliar a ação do Sesc para todo o Brasil. Sua grade de programação é permeada por espetáculos, documentários, filmes e entrevistas. As atrações apresentam shows gravados ao vivo com grandes artistas da música e da dança. Documentários sobre artes visuais, teatro e sociedade abordam nomes, fatos e ideias da cultura brasileira. Ciclos temáticos de filmes e programas de entrevistas sobre literatura, cinema e outras artes também estão presentes na programação.

Agenda

O que: ECA – Terceiro episódio da minissérie O Cinema Sonhado

Quando:  8 de fevereiro, às 21 horas

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113867 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]