Unidade da SEPROMI na festa do Bonfim, em Salvador, visa coibir a intolerância religiosa, explica secretária Fabya Reis

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Secretária Fabya Reis destaca unidade móvel de combate ao racismo e à intolerância religiosa disponibilizada pela Sepromi na Lavagem do Bonfim.
Secretária Fabya Reis destaca unidade móvel de combate ao racismo e à intolerância religiosa disponibilizada pela Sepromi na Lavagem do Bonfim.
Secretária Fabya Reis destaca unidade móvel de combate ao racismo e à intolerância religiosa disponibilizada pela Sepromi na Lavagem do Bonfim.
Secretária Fabya Reis destaca unidade móvel de combate ao racismo e à intolerância religiosa disponibilizada pela Sepromi na Lavagem do Bonfim.

Os casos de intolerância religiosa que ocorrerem ao longo da caminhada do Bonfim poderão ser denunciados na unidade móvel do Centro de Referência Nelson Mandela, localizada próximo ao Hospital da Mulher, no Largo de Roma. A unidade foi disponibilizada pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Governo do Estado – SEPROMI

Segundo a secretária da SEPROMI, Fabya Reis, que acompanha a comitiva do governador Rui Costa, na unidade móvel os participantes da festa podem, além de denunciar casos de intolerância religiosa, obter informações sobre o estatuto e a lei que trata do assunto.

Ao longo do ano, a SEPROMI disponibiliza o serviço na Rua Manoel Dias, no Centro de Referência Nelson Mandela, na Pituba. “Em 2019, a gente espera que o povo brasileiro e baiano possa cada vez mais fazer o exercício de respeitar o outro, respeitar a fé do outro. Hoje, pedimos todas essas vibrações para que a gente siga nessa diversidade de todos os santos, de todos os credos, a convivência interreligiosa e respeito aos posicionamentos diversos da política”, destacou Reis.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113751 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]