Prefeito Colbert Martins Filho deveria estar preocupado com a realidade administrativa de Feira de Santana, diz deputado Zé Neto ao contestar críticas sobre envio de PMs para o Ceará

Deputado José Cerqueira Neto (Zé Neto) contesta críticas do prefeito Colbert Martins Filho, sobre envio de policias militares da Bahia para o Ceará, com a finalidade de conter incidência de crimes.
Deputado José Cerqueira Neto (Zé Neto) contesta críticas do prefeito Colbert Martins Filho, sobre envio de policias militares da Bahia para o Ceará, com a finalidade de conter incidência de crimes.

O prefeito de Feira de Santana Colbert Martins afirmou nos últimos dias que ao decidir enviar uma tropa da Polícia Militar (PM) baiana para socorrer o Ceará, que vive uma onda de ataques a equipamentos públicos por parte do crime organizado, o governador da Bahia Rui Costa não demonstrou se preocupar com a segurança de Feira de Santana.

De acordo com José Cerqueira Neto (Zé Neto, PT), deputado estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa da Bahia, “Colbert deveria se preocupar com a realidade administrativa de Feira de Santana e não com a segurança pública do Estado que, Graças a Deus, fechou o ano de 2018 com números positivos de redução”.

O deputado afirma que, de fato, ainda podemos fazer muito para melhorar a segurança do município. “Porém, o que talvez o prefeito de Feira não entenda é que ao mandar 100 homens para colaborar nessa situação difícil que vive o Ceará, o governador Rui Costa, assim como os governadores dos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Piauí, está ajudando o Ceará a atravessar essa profunda crise que não se restringe apenas ao Estado, pois é uma situação que vai se aflorando em diversos estados do Brasil e que impõe, inclusive neste momento, uma solidariedade entre todo o Nordeste”.

Zé Neto ainda informou que o governador Rui possui uma proposta para enfrentar a violência de forma localizada no Estado com uma espécie de Consórcio no Nordeste, podendo ampliar para todo o país. “Essa situação vai desde a colaboração, como foi feita agora neste momento de emergência, com tropas, até nas trocas de informações, de conhecimentos e melhorias das interlocuções. Isso é algo que deve ser feito com muita precisão e responsabilidade”.

Por fim, o deputado eleito a federal sugeriu que Colbert se preocupe com a crise na saúde e com o transporte público do município. “O prefeito de Feira deveria se preocupar com a crise da saúde, das cooperativas, que está aí com mais de R$ 1 bilhão de recursos com suspeitas de má administração financeira; com o BRT, que até hoje ele não conseguiu entregar e pelo que estou vendo não vai ser entregue; com o preço altíssimo do transporte coletivo, que é o pior sistema de transporte do país, infelizmente; e outras tantas questões administrativas que ele deveria estar mais preocupado do que ficar dando palpite em situações do Estado que estão muito bem conduzidas pelo nosso governador Rui Costa”.

Sobre Carlos Augusto 9515 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).