Omega Geração assina acordo de R$ 1,9 bilhão para compra do Complexo Eólico Assuruá, em Gentio do Ouro

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
A aquisição do Complexo Eólico Assuruá é a terceira a ser feita pela empresa desde a abertura de capital, em 2017. Em dezembro de 2017, a Omega Geração adquiriu 100% do complexo eólico Delta 3, por R$ 1,9 bilhão. Ela também é a segunda aquisição junto a um desenvolvedor diferente da Omega Desenvolvimento. A primeira foi em agosto, por R$ 1,1 bilhão, com a compra de 50% dos ativos do Complexo Pirapora, em Minas Gerais.
A aquisição do Complexo Eólico Assuruá é a terceira a ser feita pela empresa desde a abertura de capital, em 2017. Em dezembro de 2017, a Omega Geração adquiriu 100% do complexo eólico Delta 3, por R$ 1,9 bilhão. Ela também é a segunda aquisição junto a um desenvolvedor diferente da Omega Desenvolvimento. A primeira foi em agosto, por R$ 1,1 bilhão, com a compra de 50% dos ativos do Complexo Pirapora, em Minas Gerais.
A aquisição do Complexo Eólico Assuruá é a terceira a ser feita pela empresa desde a abertura de capital, em 2017. Em dezembro de 2017, a Omega Geração adquiriu 100% do complexo eólico Delta 3, por R$ 1,9 bilhão. Ela também é a segunda aquisição junto a um desenvolvedor diferente da Omega Desenvolvimento. A primeira foi em agosto, por R$ 1,1 bilhão, com a compra de 50% dos ativos do Complexo Pirapora, em Minas Gerais.
A aquisição do Complexo Eólico Assuruá é a terceira a ser feita pela empresa desde a abertura de capital, em 2017. Em dezembro de 2017, a Omega Geração adquiriu 100% do complexo eólico Delta 3, por R$ 1,9 bilhão. Ela também é a segunda aquisição junto a um desenvolvedor diferente da Omega Desenvolvimento. A primeira foi em agosto, por R$ 1,1 bilhão, com a compra de 50% dos ativos do Complexo Pirapora, em Minas Gerais.

Segundo Jornal Estadão, a Omega Geração, empresa do setor de energia renovável, assinou nesta segunda-feira (31/12/2018) acordo para compra de 100% do Complexo Eólico Assuruá. O empreendimento pertencia ao Fundo de Investimentos em Participações (FIP) e a Companhia de Energias Renováveis (CER). O valor do negócio é de R$ 1,9 bilhão. Além disso, o acordo inclui o direito de primeira oferta para adquirir os projetos a serem desenvolvidos pelo FIP IEER na região, cujo potencial é da ordem de 2 mil MW

O Complexo Assuruá está situado em Gentio do Ouro, é composto por 13 centrais eólicas com capacidade de 303 megawatts (MW). O Complexo tornou-se 100% operacional no início de 2018.

Essa é a terceira aquisição da Omega Geração desde que a empresa abriu capital na Bolsa de Valores, em julho de 2017. Em dezembro daquele ano, a companhia adquiriu 100% do complexo eólico Delta 3 com capacidade de 220,8 MW, no Maranhão, por R$ 1,97 bilhão. Em agosto, anunciou a compra de 50% do Complexo Pirapora (MG), de 321 MW. O negócio, de R$ 1,1 bilhão, marcou a entrada da empresa na energia solar.

Sobre Carlos Augusto 9661 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).