Elizário Ribeiro apresenta síntese das ações dos dois anos em que comandou a Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária de Feira de Santana

Eliziario Ribeiro da Silva (Eli Ribeiro).
Eliziario Ribeiro da Silva (Eli Ribeiro).
Eliziario Ribeiro da Silva (Eli Ribeiro) é filiado ao PRB e participou do pleito de 2016 através da coligação ‘O trabalho continua’, formada pelo PRB, DEM, PSL, PSDB e PMB. O vereador foi reeleito e ficou em 9º lugar, obtendo 5.174 votos.
Eliziario Ribeiro da Silva (Eli Ribeiro, PRB) é vereador licenciado e anunciou que pretende deixar o Governo Martins e retomar mandato.

Responsável pela execução, no âmbito municipal, do maior programa habitacional já desenvolvido no Brasil, o Minha Casa, Minha Vida, a Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária de Feira de Santana completa nesta quinta-feira (03/01/2019) dois anos que está sob o comando de Eli Ribeiro, vereador reeleito em 2016 e licenciado no seguinte para assumir a titularidade da pasta.

Desde aquele 03 de janeiro de 2017, que Eli vem promovendo uma verdadeira revolução tanto no que tange aos aspectos administrativos, quanto na execução das políticas públicas voltadas para melhorar a qualidade de vida da população feirense, sobretudo no que tange a questões relacionadas à moradia digna para aqueles que não tinham onde reclinar a cabeça.

No primeiro ano à frente da Secretaria, Eli Ribeiro aproximou a população feirense do órgão e, na base da relação dialógica, agilizou o processo emperrado há algum tempo para que em 21 de agosto de 2017 o residencial Campo Belo fosse definitivamente entregue para as 885 famílias, beneficiando cerca de 3,5 mil pessoas considerando que cada família tenha uma média de quatro pessoas.

“Não foi uma tarefa fácil, diversos problemas surgiram no que tangia a este condomínio, mas fomos à luta e não desistimos de lutar por estas pessoas que são carentes, se inscreveram no programa e agora, com todo direito, tinham que morar em suas casas então empreendemos um esforço muito grande conseguimos realizar o sonho de cada uma delas contemplando-as com a casa própria”, avalia Eli Ribeiro.

Outro ponto alto, mas muito mais dificultoso que marcou esses dois anos de Eli Ribeiro à frente da Habitação foi a entrega do Residencial Solar da Princesa Aeroporto ocorrida, a menos de 15 dias, em dezembro de 2018. Este residencial, lembra o secretário, era pra ser entregue em 2015, mas por conta de uma invasão que resultou na depredação de sua estrutura já que foram vândalos que invadiram, a entrega foi adiada em cerca de 2 anos até que uma batalha judicial fosse resolvida.

Durante esse processo, as famílias não aguentavam mais esperar. “As pessoas chegavam à secretaria chorando, desesperadas, sem saber o que fazer pois pagavam aluguem caríssimo, outras não tinham para onde ir e aquilo cortava meu coração ao ver tanto sofrimento na situação das mães e no olhar profundo das crianças então eu não poderia ficar inerte e entrei na luta com eles e por eles e graças a Deus conseguimos colocar um ponto final nessa história no dia 27 de dezembro de 2018 com a entrega das chaves”, lembra Eli.

No Solar da Princesa Aeroporto, o maior empreendimento do Minha Casa, Minha Vida já construído em Feira de Santana, desde a implantação do programa em 2009. O residencial tem 1 mil moradias e beneficia mais de 4,5 mil pessoas. “Não há dinheiro que pague ver a felicidade das pessoas que um dia eu vi chorar lá secretaria pensando que jamais realizaria esse sonho. Eu acredito muito neste trabalho humanizado, voltado para garantir a qualidade de vida desse nosso povo, dessa nossa gente tão sofrida, mas que agora não mais vivem na promessa, mas na realização concreta do maior projeto de vida para uma família que é ter um lar, eu, de fato, fico muito emocionado quando olho para trás e vejo alegria no olhar das crianças e de seus pais”, comemorou Eli.

Trabalho árduo para combater as irregularidades

Apesar dos sucessos obtidos nesse trajetória, os dias de Eli à frente da Habitação não são fáceis. Entretanto, ele enfrentou com a coragem que lhe é peculiar, o grande problema envolvendo as ilicitudes de compra e venda dos imóveis em diversos residenciais do Minha Casa, Minha Vida, na cidade. Convocou parcerias com o Ministério Público, Caixa Econômica, Polícia Federal para combaterem juntos essas irregularidades.

Como resultado disto, diversas casas foram devolvidas e repassadas a quem de fato precisavam que aguardavam há anos na lista de espera. “Passamos um verdadeiro pente fino para descobrir o que estava acontecendo e, graças a Deus, conseguimos recuperar a credibilidade da secretaria”, afirmou Eli Ribeiro.

Para que isto acontecesse, Eli Ribeiro participou de audiências públicas e realizou dezenas de visitas aos mais diferentes residenciais, a fim de acompanhar de perto toda a situação. Durante as visitas, o secretário desenvolvia o princípio da escuta ativa aos anseios e os problemas peculiares aos moradores de cada um dos conjuntos habitacionais. “Nós não desenvolvemos trabalho apenas de gabinete, nosso trabalho é onde o povo estar”.

Outra virtude atribuída a Eli Ribeiro é que mesmo diante desse contexto, o secretário nunca se envolveu em nenhum escândalo de corrupção seja em relação a qualquer um dos programas geridos pela Secretaria ou relacionado a qualquer outra esfera da administração pública. Eli sempre mostrou integridade e conduta ilibada na sua atuação, afinal sempre tratou com o zelo e fincou suas ações nos critérios da boa gestão pública.

Regularização Fundiária

Buscando garantir que os feirenses possuam a escritura dos seus imóveis, a Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária de Feira de Santana está realizando o Cadastro Físico e Socioeconômico dos moradores desde 27 de fevereiro de 2018 no município.

O primeiro bairro a ser contemplado foi a Rua Nova, com estimativa de 2.800 documentos distribuídos. O primeiro passo da ação se deu pela equipe da Secretaria de Habitação visitando as casas do bairro, aplicando um questionário a fim de identificar os imóveis que não possuem documentação.

“Nós fizemos três mutirões que são os cadastros para a entrega das escrituras. Então nós estamos com a equipe nas ruas todos os dias, e pretendemos entregar ao todo os documentos de 2800 famílias”, explica o secretário Municipal de Habitação, Eli Ribeiro.

As entregas das escrituras serão feitas através de três etapas. Mesmo sem uma data especifica para a culminância, na primeira etapa, serão entregues cerca de 800 documentos para as famílias. “Estamos bem confiantes de que todos serão contemplados. É um trabalho bem minucioso, já que todos os aspectos tem que ser observados, mas pretendemos levar esse mutirão para outros bairros de Feira de Santana, pois esse é um desejo da prefeitura, de regularizar toda Feira de Santana”, conta Eli sobre o processo, dizendo que o bairro da Rua Nova vem lutando por isso desde 2009.

Perfil

Eliziario Ribeiro da Silva nasceu em 12 de dezembro de 1960, na cidade de Dom Pedro (MA). É casado e pai de três filhos. Graduando em Gestão Pública, Eli tem se dedicado às causas sociais por também ser pastor evangélico. Graduado em Gestão Pública, ele também é radialista, apresentador, comentarista e locutor.

Em sua primeira tentativa para ocupar uma cadeira no legislativo municipal (outubro de 2012), Eli Ribeiro foi o 10º vereador mais bem votado entre os eleitos com 3.861 (1,36% dos votos válidos). Já na segunda quando disputou a reeleição, que aconteceu em outubro de 2016, o republicano apresentou um crescimento de 34% e mais uma vez mostrou força nas urnas ao conseguir se reeleger com 5.174 votos, 1,71% dos votos válidos na cidade, o segundo maior colégio eleitoral da Bahia.

Com a mudança de governo ocorrida ano passado por conta das eleições estaduais, há especulação de que Eli deixe a Secretaria para voltar à Câmara Municipal. Por um lado, Eli reafirmou sua condição de vereador e como tal, seu lugar é a Câmara Municipal, “uma hora ou outra terei que voltar para Casa da Cidadania, afinal fui eleito vereador e não secretário, mas eu sigo as orientações do meu partido, o PRB, e estou sempre a disposição dele”, afirmou à imprensa. Já o prefeito Colbert Martins Filho, que assumiu a prefeito com a saída do ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho, afirmou não ter interesse em substituir Eli. “Por mim ele fica o tempo que for preciso. Se depender de mim ele não sai de lá. Só se ele quiser”.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112657 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]