Vaquejada impulsiona crescimento do mercado, no Nordeste, de cavalos da raça Quarto de Milha

Cavalos da raça Quarto de Milha são utilizados em vaquejadas.
Cavalos da raça Quarto de Milha são utilizados em vaquejadas.
Cavalos da raça Quarto de Milha são utilizados em vaquejadas.
Cavalos da raça Quarto de Milha são utilizados em vaquejadas.

As pegas de boi dos homens a cavalo, dentre a caatinga do sertão nordestino, se transformaram na Vaquejada, um dos esportes mais praticados do país. O chão de terra batida e cascalho deu lugar a uma superfície de areia, com limites definidos e regulamento. A partir da Lei 13.364/2016, a modalidade tornou-se patrimônio cultural imaterial do Brasil. Em 2011, os vaqueiros foram equiparados aos atletas profissionais, conforme Lei nº 10.220.

Além de sua importância cultural, a Vaquejada também exerce grande influência no âmbito esportivo e econômico da região, já que gera renda e emprega direta e indiretamente em torno de 700 mil famílias. Cerca de 3 milhões de adeptos, impulsionam a modalidade em suas mais de 4 mil provas oficiais e oficializadas que acontecem anualmente em todos os estados nordestinos e em outras regiões do país.

O Quarto de Milha é o cavalo preferido dos vaqueiros, devido sua inteligência, docilidade, versatilidade, velocidade, além de outras características que impulsionam a criação nordestina. De acordo com a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), a região detém o segundo maior plantel da raça no país, ficando atrás apenas do Sudeste que concentra 259 mil exemplares.

Dos 567 mil cavalos registrados no Brasil, 127 mil estão no Nordeste, o que representa 22% do volume nacional. A região também reúne 26 mil proprietários e 14 mil criadores. “Eles investem fortemente no melhoramento genético dos animais, em infraestrutura para provas e na profissionalização da Vaquejada. Tudo isso resulta na expansão da criação local”, afirmou Cicinho Varejão, presidente da ABQM.

Calendário oficial

O 16º Potro do Futuro & Campeonato Nacional ABQM de Vaquejada fecharam o calendário oficial de eventos da ABQM. “Em novembro, o Parque das Palmeiras, em Lagarto (SE), recebeu vaqueiros e vaqueiras de todo o Nordeste e de outras regiões do país, que disputaram mais de R$ 300 mil em prêmios”, destacou Cicinho. Lagarto ainda sediou a 1ª etapa do Campeonato Nordeste de Três Tambores, com R$ 20 mil em prêmios.

Mercado aquecido no Nordeste

R$ 5,8 milhões! Esta foi a receita apurada com a venda de 80 lotes, em dois leilões realizados no FJ Ringo Multieventos, durante o Campeonato Nacional ABQM de Vaquejada. A matriz importada Palooza, primeira filha de Colonels Smoking Gun, o Gunner, a ser vendida no Nordeste, e que tem como mãe a premiadíssima em Apartação, Sonita Lena Chick (Smart Chic Olena) foi arrematada por R$ 1,040 milhão, o lote mais caro dos pregões.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111097 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]