ONU lança publicação em português sobre saúde e segurança no trânsito

Segurança no trânsito é tema de publicação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).
Segurança no trânsito é tema de publicação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).
Segurança no trânsito é tema de publicação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).
Segurança no trânsito é tema de publicação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), braço regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), lançou nesta semana (19/12/2018) uma publicação em português sobre a resposta da saúde pública aos acidentes de trânsito. Eles são a causa de morte de 1,35 milhão de pessoas por ano em todo o mundo. As Américas respondem por 12% dessas mortes, com o Brasil sendo palco de 25% de todos os óbitos regionais no trânsito.

Além disso, a OMS estima que, no mundo, até 50 milhões de indivíduos fiquem feridos anualmente em acidentes. Esses episódios deixam, muitas vezes, sequelas permanentes, com implicações para familiares, comunidades e a sociedade em geral. Incidentes fatais no trânsito são a principal causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos.

A publicação da agência pan-americana explica quais as contribuições que a saúde pública pode trazer para o debate sobre como reduzir os perigos em situações de tráfego.

De acordo com o relatório, a relação entre trânsito e saúde levanta a necessidade de uma reposta adequada às lesões causadas pelos acidentes. O documento aponta que “a saúde aporta à abordagem do trânsito os rigores e a riqueza do olhar epidemiológico para qualificação da informação”. O setor também se soma aos esforços da segurança pública e da gestão do setor dos transportes, com reflexões sobre as determinantes sociais do bem-estar da população.

Apesar de o tema estar entre as preocupações da OPAS desde a década de 1960, foi no início do século XXI que a instituição começou a destacar enfaticamente a segurança no trânsito como um importante tema de saúde pública. Além de atuar junto aos governos de seus Estados-membros, o organismo conta com uma série de parceiros regionais e locais, como a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e organizações da sociedade civil, entre outros.

Na avaliação da OPAS, o envolvimento da saúde pública com a segurança no trânsito pode gerar discussões mais amplas sobre qualidade de vida, estimulando a adoção de meios de transporte mais saudáveis. A participação da saúde nessa área também amplia o diálogo sobre como prevenir doenças cardiovasculares e pulmonares, depressão, diabetes e doenças crônicas.

Cenário global

A OMS divulgou neste mês um novo relatório indicando que as mortes no trânsito estão aumentando. O documento destaca que as lesões causadas no trânsito são hoje a principal causa de óbito não apenas entre adolescentes e jovens adultos, mas também entre as crianças a partir de cinco anos de idade.

Apesar do crescimento no número de óbitos, as taxas de mortalidade proporcionais ao tamanho da população mundial se estabilizaram nos últimos anos. Isso sugere que os esforços de segurança viária feitos por alguns países de renda média e alta permitiram mitigar a situação.

“Essas mortes são um preço inaceitável a pagar pela mobilidade”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, ao lançar o documento. “Não há desculpa para a inação. Este é um problema com soluções comprovadas. O relatório é um apelo aos governos e parceiros para que tomem ações muito maiores para implementar essas medidas.”

*Com informações da ONU News.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108850 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]