No grupo de WhatsApp ‘Médicos de Feira e Região’, Marcelo Botelho diz que “no Clériston todos sem exceção fazem esquema’

Em mensagem postada no grupo de WhatsApp Médicos de Feira e Região, Marcelo Botelho diz que “no Clériston todos sem exceção fazem esquema’.
Em mensagem postada no grupo de WhatsApp Médicos de Feira e Região, Marcelo Botelho diz que “no Clériston todos sem exceção fazem esquema’.
Em mensagem postada no grupo de WhatsApp Médicos de Feira e Região, Marcelo Botelho diz que “no Clériston todos sem exceção fazem esquema’.
Em mensagem postada no grupo de WhatsApp Médicos de Feira e Região, Marcelo Botelho diz que “no Clériston todos sem exceção fazem esquema’.

Uma fonte do Jornal Grande Bahia (JGB) encaminhou nesta quarta-feira (12/12/2018) relato e captura de tela de uma troca de mensagens realizada através do Grupo de WhatsApp denominado ‘Médicos de Feira e Região’. Segundo a fonte, a mensagem foi oriunda do telefone (075)9844-7489, identificada como de propriedade do médico Marcelo Botelho e faz referência a possíveis ilícitos praticadas por profissionais que atuam Hospital Geral Clériston Andrade. A unidade de saúde tem sede em Feira de Santana.

Relata a mensagem de Marcelo Botelho, publicada na terça-feira (11), às 21:36 horas:

“O que fazemos? São três recebendo 24h. Dois trabalham 12 h pela manhã e um trabalha 12 h à noite. Se não for assim, não dá”.

“No Clériston todos sem exceção fazem esquema”.

A fonte que encaminhou o relato e a cópia da mensagem ao JGB informou que o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (CREMEB) será notificado.

Espera-se que uma comissão seja instituída pela unidade hospitalar com a finalidade de apurar a declaração, que se constitui em possível denuncia de atividade ilícita por parte dos profissionais que atuam no local, ou em tentativa de atingir a credibilidade dos profissionais.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9293 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).