Ministro do TST Ives Gandra da Silva Martins Filho é homenageado com a Comenda da ‘Soberana Ordem do Mérito de Saint Yves de Tréguier’

Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística outorga Comenda da ‘Soberana Ordem do Mérito de Saint Yves de Tréguier’ ao ex-presidente do TST ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho.
Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística outorga Comenda da ‘Soberana Ordem do Mérito de Saint Yves de Tréguier’ ao ex-presidente do TST ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho.
Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística outorga Comenda da ‘Soberana Ordem do Mérito de Saint Yves de Tréguier’ ao ex-presidente do TST ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho.
Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística outorga Comenda da ‘Soberana Ordem do Mérito de Saint Yves de Tréguier’ ao ex-presidente do TST ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho.

O ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho, ex-presidente do TST e atual decano do Colendo Tribunal foi condecorado na sexta-feira (07/12/2018), em São Paulo, com a Comenda da ‘Soberana Ordem do Mérito de Saint Yves de Tréguier’, no grau Grã-Cruz. A homenagem foi outorgada pela Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística.

Dentre as personalidades que prestigiaram o evento estavam o jurista brasileiro Dr. Ives Gandra da Silva Martins e a esposa Ruth Gandra, pais do homenageado.

Ao comentar sobre Comenda, o desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) e presidente da 5º Câmara Cível, Baltazar Miranda Saraiva, afirmou que “com certeza é merecida a distinção por todo trabalho dedicado pelo ministro em prol do Brasil.

A Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística

Fundada em 13 de março de 1959, sob a inspiração do heraldista Comendador Dr. Enzo Silveira, a Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística instituição sem fins econômicos e lucrativos, presidida pelo Comendador Grão-Colar Dom Galdino Cocchiaro.

A entidade objetiva desenvolver atividades culturais, educacionais, ecológicas, cívicas filantrópicas, honoríficas, e a orientação heráldica e vexilológica à organizações militares e civis quando na concepção de seus Brasões e Escudos de Armas, Bandeiras, símbolos, e uniformes, além de literalmente ingerir na “reconstrução” de centenas de Brasões e Escudos de Armas de municípios brasileiros, que se encontram em desacordo com as leis internacionais e as convenções da Ciência e da Arte Heráldica.

A Sociedade espalhou pelo Brasil, dezenas de bustos de brasileiros ilustres, que foram mandados fundir em bronze, como por exemplo, o Patrono, José Bonifácio de Andrada e Silva, exposto no Jardim dos Franceses do Museu do Ipiranga, com réplicas em vários locais no Estado de São Paulo.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9613 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).