Mais de 1 bilhão de pessoas no mundo vivem com algum tipo de deficiência

Pessoas com deficiência jogam futebol no distrito de Kayunga, no Uganda.

Pessoas com deficiência jogam futebol no distrito de Kayunga, no Uganda.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse esta segunda-feira (03/12/2018) que “em muitas sociedades, as pessoas com deficiência acabam frequentemente desconectadas, vivendo isoladas e enfrentando discriminação.”

Em nota, o chefe da ONU marcou o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, assinalado esta segunda-feira 3 de dezembro de 2018.

Agenda 2030

Guterres disse que a Agenda 2030, e a promessa de não deixar ninguém para trás, representa um compromisso para reduzir a desigualdade e promover a inclusão social, econômica e política de todos, incluindo pessoas com deficiência.

Para ele, isso significa “implementar a Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, em todos os contextos e em todos os países.” Também representa “integrar as vozes e preocupações destas pessoas nas agendas e políticas nacionais.”

Relatório

A data é marcada nas Nações Unidas com a publicação do Relatório Principal da ONU sobre Deficiência e Desenvolvimento 2018.

António Guterres diz que a pesquisa “mostra que as pessoas com deficiência estão em desvantagem em relação à maioria dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.” Por outro lado, destaca o crescente número de boas práticas que criam uma sociedade mais inclusiva onde estas pessoas podem viver de forma independente.

Guterres termina sua mensagem dizendo que neste dia internacional, se deve “reafirmar o compromisso de trabalhar por um mundo melhor, inclusivo, equitativo e sustentável para todos, onde os direitos das pessoas com deficiência sejam plenamente realizados.”

Tema

A data destaca este ano a necessidade de capacitar pessoas com deficiência para um desenvolvimento inclusivo, equitativo e sustentável como parte da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

A ONU afirma que as pessoas com deficiência, como beneficiárias e agentes de mudança, podem acelerar o processo para este tipo de desenvolvimento e promover uma sociedade resiliente para todos, inclusive no contexto da redução do risco de desastres e da ação humanitária e do desenvolvimento urbano.

Os eventos que acontecem na sede da ONU, em Nova Iorque, irão reunir Estados-membros, entidades das Nações Unidas, políticos nacionais e locais, organizações da sociedade civil e academia para debater este tema.

*Com informações da ONU News Brasil.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]