Feira de Santana: Vereador lembra que José Ronaldo não foi nomeado ministro de Bolsonaro

Roberto Tourinho: não foi nomeado ministro, mas há 10 mil cargos de 1º, 2º e 3º escalão. Esperança é a última que morre.
Roberto Tourinho: não foi nomeado ministro, mas há 10 mil cargos de 1º, 2º e 3º escalão. Esperança é a última que morre.
Roberto Tourinho: não foi nomeado ministro, mas há 10 mil cargos de 1º, 2º e 3º escalão. Esperança é a última que morre.
Roberto Tourinho: não foi nomeado ministro, mas há 10 mil cargos de 1º, 2º e 3º escalão. Esperança é a última que morre.

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta segunda-feira (10/12/2018), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Roberto 15 Tourinho (PV) lembrou que o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho, não foi nomeado ministro do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, como especulado durante a campanha eleitoral deste ano.

“Quero em reportar sobre acontecimentos e fatos políticos. Bolsonaro anunciou que faria uma reforma ministerial, que ficaria em torno de 15 ministérios, mas não conseguiu e na última sexta-feira foi anunciado o último ministro, sendo o de Meio Ambiente. Estou falando isso porque ocuparam as mídias sociais, os programas de rádio para dizer que Ronaldo seria ministro de Bolsonaro. Mas, faltou musculatura para isso”, pontuou Tourinho.

E continuou. “ Claro que Feira de Santana se alegraria em ter um ministro, mas o último foi feirense nomeado ministro foi Eduardo Portela. Foi nomeado ministro da Educação no governo do ex-presidente João Baptista Figueiredo, um grande nome, ocupou a Academia Brasileira de Letras, era doutor”, relatou.

Para Tourinho, ainda pode haver espeço para José Ronaldo no governo de Bolsonaro. “Não foi nomeado ministro, mas há 10 mil cargos de 1º, 2º e 3º escalão. Esperança é a última que morre. Quem sabe em um desses, Feira de Santana poderá ter um carnê do Governo Federal. Mais uma vez Feira de Santana vai ficar de fora do Governo Federal como ministro. Não ouvimos mais ninguém falar isso, nem em redes sociais”, disse.

Para finalizar, Tourinho lembrou da articulação de Ronaldo para eleger Bolsonaro. “O vereador Tom me informa aqui que a ministra da Família, Damares, indicada pelo gabinete de Magno Malta, é nascida em Feira de Santana. Então, não nomeou o ex-prefeito, mas nomeou uma desconhecida feirense. O ex-prefeito, mesmo que no grande censo desmedido, no último debate declarou apoio a Bolsonaro e indicava os votos, mas parece que não funcionou porque não conheceu uma boquinha, nem um cargo no Governo Federal”, finalizou.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108671 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]