De setembro para outubro de 2018, volume do setor de serviços na Bahia tem segundo pior resultado do país com -2,8%

Tabela com índice de volume de serviço do Estado da Bahia referente ao mês de outubro de 2018.
Tabela com índice de volume de serviço do Estado da Bahia referente ao mês de outubro de 2018.
Tabela com índice de volume de serviço do Estado da Bahia referente ao mês de outubro de 2018.
Tabela com índice de volume de serviço do Estado da Bahia referente ao mês de outubro de 2018.

Em outubro de 2018, o volume do setor de serviços continuou caindo na Bahia (-2,8%), na comparação com o mês imediatamente anterior, livre de influências sazonais, aprofundando, assim, a queda registrada em setembro (-0,6%). Entre setembro e outubro, com ajuste sazonal, 14 das 27 unidades da Federação tiveram quedas. No país como um todo o setor cresceu 0,1%.

De setembro para outubro, as maiores altas foram registradas no Amazonas (5,3%) e Maranhão (3,4%). No outro extremo, Tocantins (-7,7%) e Bahia (-2,8%) tiveram as quedas mais expressivas.

Frente a outubro de 2017, o volume dos serviços na Bahia também caiu (-6,7%) após registrar três altas consecutivas. Foi o quarto pior resultado do país e ficou bem abaixo da média nacional (1,5%).

Nesse confronto, o volume do setor de serviços recuou em 12 das 27 unidades da Federação, sendo as maiores quedas em Tocantins (-9,7%) e Roraima (-9,3%). Os destaques positivos foram Maranhão (6,7%) e Santa Catarina (4,9%).

Em 2018, os serviços na Bahia acumulam queda de 3,4% e de 3,7% nos 12 meses encerrados em outubro, aprofundando o ritmo de queda. No acumulado no ano, cai seguidamente desde fevereiro de 2017, no acumulado em 12 meses, recua desde setembro de 2015.

De janeiro a outubro de 2018, no Brasil, os serviços têm queda acumulada de 0,2%, com crescimento em apenas 5 das 27 unidades da Federação. Nos 12 meses encerrados em outubro, o volume do setor também teve retração de 0,2% no país, com resultados negativos em 22 estados.

Em outubro, apenas os serviços prestados às famílias (3,0%) cresceram na Bahia;

Frente ao mesmo mês de 2017, em outubro de 2018, apenas os serviços prestados às famílias (3,0%) cresceram na Bahia. O setor vem apresentando altas seguidas desde julho deste ano, ainda assim, acumula uma queda de 3,0% tanto nos dez primeiros meses de 2018 quanto nos 12 meses encerrados em outubro.

Os transportes (-6,7%), que são a atividade de maior peso na estrutura do setor de serviços na Bahia, tiveram queda em outubro, interrompendo uma série de quatro altas consecutivas e diminuindo o ritmo de crescimento acumulado no ano, de 1,9% em setembro para 0,9% em outubro. Foi o segmento que mais contribuiu para a retração dos serviços como um todo, no mês.

A queda no volume dos serviços de comunicação e informação (-7,8%) foi a segunda principal influência para o resultado negativo no estado, em outubro. As atividades desse segmento vêm caindo seguidamente desde junho de 2017.

Já o grupo dos outros serviços (-34,1%) aprofundaram significativamente o ritmo de queda em outubro, depois do recuo de 15,7% em setembro, e já acumula em 2018 uma queda de 9,4%.

Os serviços profissionais (-2,3%), que vinham crescendo seguidamente desde maio de 2017, também registraram queda, diminuindo o acumulado no ano, de 0,8% em setembro para 0,5% em outubro.

Serviços ligados ao turismo também caem na Bahia (-0,4%) em relação a setembro, mas crescem (2,7%) frente a outubro de 2017

De setembro para outubro, as atividades de serviços ligadas ao turismo na Bahia recuaram (-0,4%), interrompendo uma série de quatro altas seguidas. O confronto com o mês imediatamente anterior é ajustado sazonalmente.

Em 9 dos 12 estados onde as atividades turísticas são investigadas separadamente, houve queda nessa comparação, acompanhando a variação de -0,9% no país como um todo.

Frente a outubro de 2017, o turismo baiano cresceu 2,7%, num resultado, porém, bem abaixo da média nacional (5,4%).

Tanto nos primeiros 10 meses deste ano (-2,3%), quanto nos 12 meses encerrados em outubro (-1,4%), o volume das atividades turísticas no estado se mantém negativo.

*Comi informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110959 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]