André Luiz Marques Cunha Junior é aprovado em concurso público como Juiz Federal do Trabalho; Profissional atuou como advogado em Feira de Santana

André Luiz Marques Cunha Junior durante visita à sede do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Ingresso na Magistratura Federal eleva o Direito da Bahia e de Feira de Santana, cidade natal onde realizou a formação educacional.André Luiz Marques Cunha Junior durante visita à sede do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Ingresso na Magistratura Federal eleva o Direito da Bahia e de Feira de Santana, cidade natal onde realizou a formação educacional.


Natural de Feira de Santana, formado em Direito pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS, 2013), André Luiz Marques Cunha Junior (32 anos) ingressa na carreira da Magistratura ao participar do 1º Concurso Público Nacional Unificado da Carreira da Magistratura do Trabalho, sendo confirmado pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho, com a publicação no Diário Oficial da Justiça do Trabalho desta quarta-feira (19/12/2018).

Inspiração

“Esse é um momento de muita alegria e emoção. Dedico essa vitória a Deus, aos meus pais Maria do Carmo Silva Marques e André Luiz Marques Cunha (in memoriam), a minha esposa Ester Marques, aos meus irmãos Daniel Marques e Alana Marques, aos meus filhos e demais familiares e amigos. Eles me inspiram a seguir na jornada da vida com amor, dedicação e dignidade. Em meu pai, especialmente, encontrei a motivação para agir com honestidade e trabalho”, comentou André Marques ao saber do resultado do concurso.

Trajetória

Dedicado profissional do Direito, André Marques atuou, entre janeiro de 2009 e maio de 2017, como advogado em Feira de Santana, oportunidade em exerceu atividade em associação com outros dois colegas Alberto Filgueiras de Góis Neto e Robert de Oliveira Conceição, no Escritório Marques, Filgueiras & Oliveira Advogados Associados.

No mesmo período, André Marques atuou como consultor jurídico do Jornal Grande Bahia (JGB), defendendo o veículo de comunicação no campo da Liberdade de Imprensa e Liberdade de Expressão, além de atuar na análise jurídica de documentos, com debates sobre abordagens das matérias no campo do Direito. Neste aspecto, contribuiu com a fiscalização dos atos públicos, através da interposição de ações populares no Poder Judiciário e representações junto ao Ministério Público, em nome do veículo de comunicação.

Após concurso público realizado em dezembro de 2015, o jurista André Marques ingressou nos quadros de pessoal do Poder Judiciário, exercendo a função de Analista Judicial do Tribunal de Justiça do Piauí. Em 2017, ele deixa a cidade de Feira de Santana e passa a morar com a esposa Ester Marques e o filho Miguel Marques em Picos, no Piauí, cidade onde fixam residência e local onde nasce o segundo filho Theo Marques.

Dando sequência ao objetivo traçado, André Marques, estudante aplicado, aprofundou os estudos visando tornar-se Juiz do Trabalho, logrando êxito, em dezembro de 2018, com a aprovação em um dos concursos públicos mais difíceis e disputados do Brasil.

Defesa do Humanismo e dos Direitos Sociais

Na avaliação do Jornal Grande Bahia (JGB), com a aprovação do jurista André Marques na função de Juiz do Trabalho Substituto, a Magistratura do Brasil ganha em qualidade, espírito e determinação, em decorrência do humanismo, do compromisso pessoal na defesa do Meio Ambiente e dos Direitos Humanos, cujo horizonte de valores é inspirado na Magna Carta de 1988 (Constituição Federal de 1988), princípios fundamentais que definiram a atuação do jurista feirense ao longo da trajetória pessoal e profissional.

Observa-se, por fim, que o ingresso do Dr. André Marques na Magistratura Federal do Trabalho será um ponto de convergência dos direitos dos trabalhadores, em um momento de intensos ataques aos direitos das minorias e das classes menos favorecidas do país. Certamente, a atuação do futuro magistrado vai reafirmar a vocação do Estado Nacional em contribuir para a superação da desigualdade, com a aplicação das Leis destinadas a proteção dos direitos dos povos que habitam o Brasil.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).