Rede Bahia deve promover corte da transmissão dos programas Bem Estar, Encontro com Fátima Bernardes e Vídeo Show; Justificativa é a baixa audiência dos produtos da Rede Globo

Fachada da sede da Rede Bahia, em Salvador.
Fachada da sede da Rede Bahia, em Salvador.
Fachada da sede da Rede Bahia, em Salvador.
Fachada da sede da Rede Bahia, em Salvador.

Veículos especializados na cobertura do entretenimento na TV informam que após passar uma semana sendo superada nos indicadores de audiência pela Record Bahia, a Rede Bahia, filiada da Rede Globo, decidiu que a partir desta segunda-feira (25/11/2018) não vai mais transmitir o programa ‘Bem Estar’, produzido pela Rede Globo. A partir de fevereiro de 2019 será a vez dos programas ‘Encontro com Fátima Bernardes’ e ‘Vídeo Show’, produzidos, também, pela Rede Globo.

Além das mudanças dos programas divisionais, a Rede Bahia pretende diminuir a exibição do programa jornalístico ‘Bom Dia Brasil’ e ampliar o telejornalismo estadual do ‘Jornal da Manhã’.

A mudança no padrão de consumo da informação, aliada a maior diversidade de meios de entretimento e melhoria na qualidade técnica e tecnológicas das concorrentes tem conduzido a Rede Globo de Televisão a perder audiência em diversos horários de exibição. Neste contexto, as afiliadas têm perdido espaço para os concorrentes, que atraem maior audiência e anunciantes locais, em decorrência do maior espaço na programação concedido para eventos e programas estaduais e locais.

Sobre Carlos Augusto 9462 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).