Presidente eleito Jair Bolsonaro prometeu ao povo redução dos ministérios à 15, mas não tem noção de quantos ministérios são necessários para governar o Brasil

O presidente eleito também mentiu ao povo brasileiro ao dizer que não teria corrupto no governo e que não privatizaria nenhum patrimônio Brasil.
O presidente eleito também mentiu ao povo brasileiro ao dizer que não teria corrupto no governo e que não privatizaria nenhum patrimônio Brasil.
O presidente eleito também mentiu ao povo brasileiro ao dizer que não teria corrupto no governo e que não privatizaria nenhum patrimônio Brasil.
O presidente eleito também mentiu ao povo brasileiro ao dizer que não teria corrupto no governo e que não privatizaria nenhum patrimônio Brasil.

É oficial, o ‘toma lá, dá cá’ foi confirmado por Jair Bolsonaro (PSL). O presidente eleito confessou seu terceiro estelionato eleitoral, nesta quarta-feira (28/11/2018), ao confirmar que o número de ministérios pode chegar a 20. Ao longo da campanha eleitoral, ele dizia que não teria mais que 15 pastas. Agora, ele abraça o fisiologismo em nome da “governabilidade” e loteia a Esplanada.

Antes, Bolsonaro já havia cometido os estelionatos eleitorais de dizer que não teria nenhum corrupto no governo e que não privatizaria o patrimônio do povo brasileiro. Entretanto, ele tem como braço direito e principal articulador do governo com o Congresso o Caixa 2 confesso Onyx Lorenzoni. Além disso, seu futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, já disse que vai privatizar os bancos públicos e a Petrobras.

O Governo Federal conta com 29 ministérios atualmente e Bolsonaro dizia, antes do primeiro turno das Eleições 2018, que teria “no máximo 15”. Nesta quarta (28), no entanto, ele mudou o discurso ao G1 e confessou que o número vai além.  “O desenho [da Esplanada] está praticamente concluído, acho que a última versão será apresentada amanhã cedo por parte do Onyx Lorenzoni e, a partir daí, cada titular da pasta começa a formar o ministério”, afirmou Bolsonaro.

Ao longo da campanha, Bolsonaro disse que cortaria pastas e que outras perderiam o status de ministérios para serem incorporadas. A promessa do presidente eleito era reduzir o número de ministros pela metade, mas agora ele fala em “funcionalidade” da Esplanada.

“Não vai chegar a 20 [ministérios], não, tá? É 20 no máximo ali. Porque a gente vai vendo, por uma governabilidade até, não podemos sobrecarregar demais uma pessoa em um ministério. Então, refizemos alguma coisa”, afirmou Bolsonaro.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108107 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]