Conselho da Magistratura do TJBA aprova ‘Moção Pesar’ em memória de Victorina Campbell Marques

Moção de Pesar, obituário, falecimento.
Moção de Pesar, obituário, falecimento.

Membros do Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) apreciaram e aprovaram nesta segunda-feira (26/11/2018) ‘Moção de Pesar’, apresentada pelo desembargador Baltazar Miranda Saraiva, em memória de Victorina Campbell Marques (Dona Vivi), 84 anos, falecida no domingo (25), em Manaus, mãe do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Mauro Campbell Marques e de Vânia Marinho, promotora de Justiça do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM).

Confira a ‘Moção de Pesar’

Senhor presidente, e demais desembargadores

Submeto à apreciação dos ilustres pares, componentes do Conselho da Magistratura deste Egrégio Tribunal de Justiça, a presente ‘Moção Pesar’ pela morte da senhora VICTORINA CAMPBELL MARQUES, ocorrida em Manaus, aos 84 anos de idade. A falecida era mãe orgulhosa do ministro do Superior Tribunal de Justiça – STJ e do Tribunal Superior Eleitoral – TSE, Mauro Campbelll Marques, uma das maiores expressões do nosso mundo jurídico.

O evento ocorreu neste domingo, dia 25/11 e o velório ocorreu na mesma data, com a presença dos familiares. Por meio de Nota de Pesar, o Tribunal de Justiça do Amazonas expressou seus profundos sentimentos pelo acontecimento, destacando o amor deixado por dona Vivi capaz de confortar amigos e familiares neste momento de sua partida.

A Bahia, consternada, expressou sua solidariedade salientando que o ministro Mauro Campell Marques é também baiano – de coração e por título outorgado pela Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), pelo amor dedicado à nossa terra e pelos serviços prestados Bahia e ao Brasil como magistrado do Tribunal da Cidadania.

Dona Vivi, como era carinhosamente chamada pelos íntimos, não perdia um momento para expressar seu amor e admiração pelo seu brilhante filho, um dos mais competentes e dignos magistrados da nação.

A morte de Dona Vivi não deixou de ser uma surpresa que nos faz sofrer pela tristeza que traz, pregada pelo destino, deixando um imenso vazio na vida de todos que tiveram o privilégio de conhecê-la, muito embora esteja sempre presente nas grandes e pequenas recordações.

Ao partir, Dona Vivi deixou o amor em todos nós, tanto pela vida que continua pulsando em nosso peito como pelo caminho da paz que nos mostrou, iluminado pelas bênçãos de Deus.

A Bahia, através do seu povo e por meio deste Egrégio Conselho da Magistratura, estará sempre presente na vida de desse extraordinário ministro, orando pela alma de sua genitora e enviando energias positivas de amor e carinho.

Aprovada esta MOÇÃO, dê-se ciência do seu inteiro teor ao Superior Tribunal de Justiça- STJ, ao Tribunal Superior Eleitoral – TSE e à família, na pessoa do ilustre ministro Mauro Campbell Marques, em Brasília-DF.

Desembargador Baltazar Miranda Saraiva

Sala das Sessões, 26 de novembro de 2018.

Sobre Carlos Augusto 9719 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).