ALBA: Líder da Oposição espera que governador não cometa insensatez de fechar mais escolas

Luciano Ribeiro: o governador incrimina de forma irresponsável os prestadores de saúde e ofende moralmente a classe.
Luciano Ribeiro: o governador incrimina de forma irresponsável os prestadores de saúde e ofende moralmente a classe.

O líder da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Luciano Ribeiro (DEM), lembrou hoje (22/11/2018) que há muito tempo, o grupo vem denunciando o fechamento de unidades estaduais públicas de ensino, nos municípios baianos e disse esperar que o governador Rui Costa (PT) não cometa a insensatez de fechar mais escolas no estado, conforme foi noticiado na imprensa nos últimos dias.

O líder oposicionista recordou também a denúncia de que o movimento tem ocorrido na maioria dos municípios, sem nenhum tipo de  audiência ou discussão. “Essa situação é lamentável e só demonstra o quanto o Governo vem falhando na educação, setor primordial para o desenvolvimento do estado. Esperamos que o governador reveja essa decisão a fim de não prejudicar milhares de crianças e jovens que dependem das instituições públicas do estado para estudarem” , alertou.

Dados contidos nos relatórios de execução financeira do estado mostram que o Governo investiu muito pouco na Educação. Nos últimos três anos, o investimento em Educação pelo Governo petista representou apenas 2,02%, sendo que em 2017, ano da avaliação do Ideb, o investido no setor foi de apenas 1,88% do total aplicado no estado.

A Bahia tem o pior Ensino Médio do Brasil, de acordo com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017, divulgado em setembro deste ano. O estado obteve Ideb 3,0, o que significa um decréscimo em relação ao último índice, de 2015, quando a Bahia registrou Ideb de 3,1.

Sobre Carlos Augusto 9707 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).