Eleições 2018: Os candidatos mais votados para o Congresso Nacional

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Perfil político, no TSE, de Cid Ferreira Gomes.
Perfil político, no TSE, de Cid Ferreira Gomes.
Perfil político, no TSE, de Cid Ferreira Gomes.
Perfil político, no TSE, de Cid Ferreira Gomes.

O ex-governador do Ceará Cid Gomes (PDT) foi o candidato mais bem votado para senador nas eleições deste domingo (07/10/2018), com 41,62% dos votos válidos no seu estado, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Também ex-ministro da Educação do governo Dilma Rousseff, Gomes concorreu ao Senado pela primeira vez. Anteriormente, havia sido prefeito do município de Sobral e deputado estadual.O resultado mostrou uma maior divisão entre os eleitores em relação ao pleito de 2014, quando o candidato Álvaro Dias (PSDB), senador mais bem votado na época, conseguiu 77% dos votos válidos no Paraná.

Em termos absolutos, o candidato Sérgio Olimpio Gomes (PSL) contabilizou o maior número de votos para senador na eleição deste fim de semana, com mais de 9 milhões de votos em São Paulo, o estado mais populoso do país. Conhecido como Major Olimpio, o candidato é policial militar da reserva e é famoso pelo discurso contra a corrupção.

Já na disputa por uma vaga na Câmara dos Deputados, o filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), Eduardo Bolsonaro, foi líder com 1,8 milhão de votos, sendo reeleito para o cargo de deputado federal pelo mesmo partido do pai. Com isso, ele se tornou o candidato a deputado federal mais votado da história do Brasil em números absolutos. Em sua conta no Twitter, ele afirmou que o resultado foi muito além da expectativa. “Agora é focar no 2º turno para presidente e ser base do primeiro governo conservador de nossa democracia”, afirmou.

Jair Bolsonaro, obteve 46,03% dos votos válidos na disputa pela Presidência e disputará o segundo turno com o petista Fernando Haddad, que ficou com 29,28%.

Também pegando carona no desempenho do pai, outro filho do presidenciável, Flávio Bolsonaro, foi eleito para o Senado pelo Rio de Janeiro com 31,36% dos votos.

Concorrendo pelo estado de São Paulo, a advogada e professora Janaína Paschoal, também do PSL, se tornou a deputada estadual mais votada da história do país. A autora do processo de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) liderou as urnas em termos absolutos, com 2 milhões de votos, e relativos, o equivalente a 9,88% dos votos válidos no estado de São Paulo.Paschoal teve quase sete vezes mais votos do que o recordista anterior na disputa por uma vaga na Assembleia Paulista: Fernando Capez (PSDB), que contabilizou 306 mil votos em 2014.

Ela também superou o segundo colocado, o militante antipetista Arthur Mamãe Falei (DEM) por uma ampla margem – o rival obteve 2,29% dos votos válidos em São Paulo.

*Com informações da Deutsche Welle Brasil.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121857 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.