Eleições 2018: Governador Rui Costa reage ao discurso de Jair Bolsonaro contra a Bahia; “Respeite os baianos, candidato”, diz governante e completa “com tiranos não combinam brasileiros corações”

Rui Costa: a regionalização da saúde, com implantação de 19 policlínicas, inauguração de sete novos hospitais e a abertura de 1,5 mil novos leitos já é realidade na Bahia. Agora, vamos ampliar e avançar com o processo de modernização na nova central de regulação.
Rui Costa: a regionalização da saúde, com implantação de 19 policlínicas, inauguração de sete novos hospitais e a abertura de 1,5 mil novos leitos já é realidade na Bahia. Agora, vamos ampliar e avançar com o processo de modernização na nova central de regulação.

Em resposta ao vídeo que circula nas redes sociais, em que é apresentado comentário preconceituoso e xenofóbico do candidato à presidente da República Jair Bolsonaro (PSL/RJ), o governador da Bahia, Rui Costa (PT) apresentou nesta terça-feira (24/10/2018) severa crítica e cobrou respeito ao povo baiano, lembrando frase do hino ‘2 de Julho’, “com tiranos não combinam brasileiros corações”.

“Lamentável o comentário do candidato Jair Bolsonaro sobre a Bahia e os baianos. Aqui, com muito raça foi consolidada a independência do Brasil e o povo gritou: “Com tiranos não combinam brasileiros corações”.  Nosso estado é pobre mas é de gente trabalhadora no campo e na cidade. Aqui se trabalha muito para sobreviver com dignidade. Baianas e baianos desprezam, candidato, sua fala preconceituosa e estarão sempre a postos para responder a quem quer que seja que tente desrespeitar a Bahia.  Nosso Estado é de paz, é criativo, é de todas as crenças e credos. Chega de preconceito, de racismo, de Ódio e Violência. Somos um Povo só: O Povo Brasileiro”, declarou Rui Costa.

Vídeo nas redes sociais e baixa formação educacional e moral

Sobre o vídeo que circula nas redes sociais, observa-se que a linguagem vulgar de Jair Bolsonaro revela a baixa formação intelectual, fato que pode ser verificado não apenas pelas tentativas de parecer engraçado com piadas de péssimo gosto, mas, principalmente pela expressão vocabular e ideias típicas de pessoas que não tiveram acesso a uma boa ou regular formação moral, ética e educacional.

Confira vídeo

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9043 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).