Eleições 2018: Deputados estaduais Angelo Almeida e Carlos Geilson obtêm expressiva votação e ficam na segunda suplência das coligações; parlamentares têm base política em Feira de Santana

Perfil político de Angelo Mario Cerqueira de Almeida (PSB/BA) e Carlos Geilson dos Santos Silva (PSDB/BA).
Perfil político de Angelo Mario Cerqueira de Almeida (PSB/BA) e Carlos Geilson dos Santos Silva (PSDB/BA).
Perfil político de Angelo Mario Cerqueira de Almeida (PSB/BA).
Perfil político de Angelo Mario Cerqueira de Almeida (PSB/BA).
Perfil político de Carlos Geilson dos Santos Silva (PSDB/BA) no TSE.
Perfil político de Carlos Geilson dos Santos Silva (PSDB/BA) no TSE.

O deputado estadual Angelo Almeida (PSB/BA) obteve expressiva votação no pleito eleitoral de 2018. Ele ficou na 66º posição, recebendo 45.784 votos, ou seja, 0,66% dos votos válidos.

Com base política em Feira de Santana, Angelo Almeida (PSB/BA) lançou candidatura à reeleição através da coligação ‘Força do Trabalho Pela Bahia’, formada pelos partidos, PT, PMB, PSD, PR, PDT, PODE, PRP, PROS, PP, PSB e Avante.

A coligação elegeu 37 deputados estaduais e faz parte da principal bancada parlamentar estadual de apoio ao governador Rui Costa (PT). O primeiro suplente da coligação é o ex-prefeito de Irecê Luizinho Sobral (PODE).

Oposição

O deputado estadual Carlos Geilson (PSDB/BA) obteve expressiva votação no pleito eleitoral de 2018. Ele ficou na 67º posição, recebendo 44.402 votos, ou seja, 0,64% dos votos válidos.

Com base política em Feira de Santana, Carlos Geilson (PSDB/BA) lançou candidatura à reeleição através da coligação ‘Por Uma Bahia Melhor’, formada pelos partidos DEM, PSDB, PRB e PV.

A coligação elegeu 12 deputados estaduais. O primeiro suplente é o vereador de Salvador Tiago Brandão Correia (PSDB).

O baixo desempenho eleitoral da coligação ‘Por Uma Bahia Melhor’ é decorrente de falhas na liderança política e no planejamento estático de campanha realizados por ACM Neto, prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas.

Com perfil reacionário, ACM Neto conduziu o grupo de centro-direita e extrema direita para uma das mais acachapantes derrotas políticas da história da Bahia.

Observa-se que esses foram alguns fatores que contribuíram para a derrota de parte do grupo político de oposição ao governador Rui Costa (PT).

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9393 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).