Cia Baiana de Patifaria remonta o espetáculo A Vaca Lelé em Salvador

Cena do espetáculo 'A Vaca Lelé'.
Cena do espetáculo 'A Vaca Lelé'.
Cena do espetáculo 'A Vaca Lelé'.
Cena do espetáculo ‘A Vaca Lelé’.

“Um musical para todas as idades” este é o subtítulo do infanto-juvenil A Vaca Lelé, espetáculo da Cia Baiana de Patifaria que volta a cartaz de 13 de outubro a 4 de novembro de 2018, no Teatro Módulo, com sessões aos sábados e domingos, às 16 horas. A montagem, que se comunica com espectadores de diferentes gerações, será relançada, em sua quarta versão desde 2001, com novo elenco – Lelo Filho, Marcos Barreto, Mário Bezerra e Rodrigo Villa, que estão em cena também em A Bofetada e darão vida a vaquinha Matilde, a Mosca, a Cigarra, o Vaga-Lume, o Pardal, a Galinha, o Touro e o Espantalho.

A remontagem de A Vaca Lelé marca o reencontro dos diretores Lelo Filho e Fernanda Paquelet, que juntos também assinaram a direção de outra montagem da Cia, Capitães da Areia, baseada na obra de Jorge Amado, em 2002. Escrita pelo premiado autor paulista Ronaldo Ciambroni, o musical infantil tem trilha sonora original especialmente composta pelo músico André Rangel, cenário de Maurício Pedrosa e figurinos assinados por Miguel Carvalho.

Concorrente ao Prêmio Braskem, em 2002, na categoria Melhor Espetáculo Infantil, A Vaca Lelé trata de temas como a liberdade e a cultura da não violência. O espetáculo discute ainda o ideal de todo homem – a realização de seus sonhos – contando a estória de Matilde, uma vaquinha que sonha em ter asas e voar para conhecer outros lugares. Cada personagem em cena apresenta à vaquinha Matilde, também chamada de Lelé, um novo sentimento e uma nova experiência.

“Diferente dos produtos midiáticos produzidos para o universo infanto-juvenil, que são muito violentos ou sexualizados, nosso espetáculo busca divertir, mas também proporciona e estimula a reflexão sobre os perigos da intolerância com o que é diferente ou desconhecido”, explica Lelo Filho.

O sonho de Matilde em voar é utilizado metaforicamente para falar dos aprendizados de uma criança ao descobrir sentimentos como o medo, a felicidade e a amizade. Matilde é uma vaquinha que veio de longe e adora conviver com um espantalho esquecido no meio da seca e todos os estranhos e interessantes bichos que aparecem lhe revelando novas emoções e o mais primordial dos sentimentos: ter a liberdade para fazer seu próprio destino.

Na concepção da Cia, o pano de fundo é o sertão com sua dura realidade e, ao mesmo tempo, a simplicidade e a força do povo nordestino. O cenário é extremamente prático para montagem e desmontagem.

A elogiada trilha sonora de André Rangel, que teve importante colaboração do repentista Bule-Bule, tem forte conexão com ritmos do interior brasileiro, incluindo citações à cantora Dalva de Oliveira, que é homenageada pela Cigarra, personagem que é professora de canto, em contraponto com ritmos urbanos como o rock, cantado pela Mosca, personagem que retrata o submundo.

“A escolha do texto pela Cia se deve ao extremo bom humor de sua estória e a uma forte necessidade de que o movimento teatral se dedique com especial atenção à formação da plateia do futuro. A montagem nas versões de 2001, 2003 e 2006 despertou grande curiosidade também entre os adultos e acabou agradando pais e professores que levaram seus filhos e alunos ao teatro”, pontua Lelo Filho.

Além das sessões aos finais de semana, serão realizadas apresentações dentro do Projeto Arte e Educação, com sessões para escolas, como a Cia Baiana já vem realizando com Fora da Ordem. A Vaca Lelé tem como foco principal contribuir na formação de uma nova plateia crítica e consciente através do espectador infantil, nosso cidadão do futuro.

Cia

Com mais de 30 anos nos palcos, a Cia Baiana de Patifaria tem um repertório de 8 montagens e um trabalho voltado a pesquisar vários gêneros teatrais entre a comédia em Abafabanca, A Bofetada, Noviças Rebeldes, 3 em 1 e Siricotico, o drama em Capitães da Areia e Fora da Ordem e o universo infanto-juvenil quando estreou, em 2001, A Vaca Lelé, sucesso que levou mais de 30.000 pessoas aos teatros aonde foi apresentado.

Agenda

O quê: A Vaca Lelé – Um musical para todas as idades

Quando: 13, 14, 20, 21, 27 e 28 de outubro, 3 e 4 de novembro – sábado e domingo, às 16 horas

Onde: Teatro Módulo

Endereço: Avenida Prof. Magalhães Neto, 1177 – Pituba, Salvador

Recomendação etária: livre

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115091 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.