Eleições 2018: Angelo Coronel diz que crescer nas pesquisas não é motivo para festa: “o que importa mesmo são os votos, no dia 7 de outubro de 2018”

Jaques Wagner e Angelo Coronel.

Jaques Wagner e Angelo Coronel.

O candidato ao Senado na Coligação MAIS TRABALHO POR TODA A BAHIA, Angelo Coronel, disse hoje (23/09/2018), durante caminhada pelas ruas de de Maracás, Lajedo do Tabocal, Itiruçu, Jaguaquara e Itaquara, que o resultado da nova pesquisa Real Time Big Data, divulgada na manhã de hoje pela TV Record, onde ele aparece em segundo lugar, atrás do governador Jaques Wagner, é resultado de muito trabalho, mas que não é motivo para comemoração. “Pesquisa é como treino: o que importa mesmo é o jogo. E ele será jogado no dia 7 de outubro, com os votos dos eleitores nas urnas. Pesquisa é retrato do momento, mostrando nosso crescimento, nossa aceitação perante os baianos. Tudo isso fruto de muito trabalho e de um time que joga unido, mas calça a sandália da humildade e não salto alto. Vamos atrás de todo voto possível, já que o eleitor poderá votar em dois candidatos ao Senado”, diz Angelo Coronel.

Para o candidato do PSD, número 555, o avanço para a segunda colocação nas pesquisas deve ser creditado ao governador Rui Costa, ao seu parceiro de candidatura ao Senado, Jaques Wagner, ao senador Otto Alencar, e aos candidatos a deputados que integram a sua coligação. “Todo esse crescimento eu devo ao ‘time do Correria’, que supera diferenças em nome de um projeto único de crescimento econômico e social da Bahia. Comecei com 0,8%, e à medida que vou me tornando conhecido como um jogador do time de Rui Correria, Lula e Haddad, vai evoluindo a minha pontuação. Temos divergências conceituais, mas um só propósito: trabalhar pela Bahia, pela eleição de Rui, de nossa bancada ao Senado, à Câmara e à Assembleia, e de eleger Fernando Haddad presidente do Brasil”, argumenta o candidato ao Senado pelo PSD.

Angelo Coronel diz que faz uma campanha propositiva, sem ofender nem atacar nenhum dos seus oponentes na corrida ao Senado Federal. “Tenho usado o espaço da propaganda eleitoral somente para expor as nossas ideias para a saúde, para a segurança pública, para a habitação e para a geração de empregos, além, é claro, de pedir votos para a dupla ‘feijão-com-arroz’, que sou eu e Wagner. Agora o que não pode é um homem público tentar camuflar ou escamotear suas preferências: quem votou pelo impeachment de Dilma, pela reforma trabalhista, pelo congelamento de verbas para a saúde e para a educação, não pode alegar que isso é ofensa. Quem tomava café com Temer, e agora esconde o presidente da campanha, está tapeando o eleitor. Tem que assumir e sair do armário”, dispara Angelo Coronel.

A caravana da “Correria pela Bahia”, com Rui Costa, João Leão, Jaques Wagner e Angelo Coronel, continua amanhã, com caminhadas em Santa Inês, Ubaíra, Jiquiriçá, Mutuípe e Amargosa. Já na quinta-feira, a caravana vai ao aonde o povo está em Barra do Mendes, Ibipeba, Ibititá, Lapão e Irecê.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]