Câmara Municipal celebra aniversário de 185 anos de emancipação política de Feira de Santana

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sessão solene na Câmara Municipal celebra aniversário de emancipação política de Feira de Santana.
Sessão solene na Câmara Municipal celebra aniversário de emancipação política de Feira de Santana.
Sessão solene na Câmara Municipal celebra aniversário de emancipação política de Feira de Santana.
Sessão solene na Câmara Municipal celebra aniversário de emancipação política de Feira de Santana.

Na tarde desta terça-feira (18/09/2018), a Câmara Municipal realizou sessão solene pela passagem dos 185 anos de emancipação política de Feira de Santana. O evento foi conduzido pelo presidente do Legislativo feirense, vereador José Carneiro Rocha (PSDB), que compôs a mesa de honra juntamente com o prefeito municipal Colbert Martins da Silva Filho; o procurador geral do Município, Cleudson Santos Almeida; além do artista plástico e professor Vivaldo Laurindo Lima (palestrante da solenidade).

A vereadora Cíntia Machado (PRB) foi a responsável por saudar os presentes. Ela iniciou a explanação fazendo agradecimentos e salientando que sente muito orgulho da cidade de Feira de Santana, que, segundo a edil, sabe acolher bem os que por aqui passam e os que ficam.

“Quero primeiro agradecer a Deus por estarmos aqui; agradecer por ser filha desta cidade que amo, respeito e que levarei para a vida a minha dedicação e os ensinamentos desta Casa da Cidadania, estando aqui há quase 14 anos; agradecer ao presidente do Legislativo feirense, vereador José Carneiro Rocha, pelo convite para saudar a todos nesta tarde festiva”, disse.

Em seguida, após fazer um breve relato da história do município, ela informou que Feira de Santana é a segunda cidade mais populosa do estado da Bahia, perdendo apenas para a capital Salvador.

“A nossa Princesa do Sertão, como foi apelidada por Ruy Barbosa, em 1919, é a primeira cidade do interior nordestino em população. Ou seja, é a maior do interior das regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sul do Brasil. Também é a sexta maior cidade do interior do país e possui população maior que oito capitais”, pontuou.

Cíntia Machado ressaltou também que grandes políticos contribuíram para o crescimento de Feira de Santana, “como, por exemplo, os ex-prefeitos José Falcão, João Durval, José Ronaldo, Colbert Martins e, hoje comandando o Executivo, o prefeito Colbert Martins Filho, que tenho plena convicção de que, por seu amor e por aprendizado em casa com o seu pai, contribuirá para o crescimento da nossa amada terra”.

Palestrante da sessão solene

O professor Vivaldo Laurindo Lima, que é mestre em Desenho, Cultura e Interatividade pela Universidade Estadual de Feira de Santana, discorreu sobre a importância da manutenção e resgate histórico dos casarões de Feira de Santana com a construção de maquetes.

Além da explanação do professor, o público pode apreciar, no saguão da Câmara Municipal, uma exposição de maquetes de construções antigas da cidade de Feira de Santana, produzidas por alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNEF – Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana, por meio do Projeto Maquetes, que tem a sua orientação.

O palestrante informou que as maquetes estão presentes na história da humanidade desde a antiguidade. Ele fez questão de ressaltar que hoje tudo passa pelo computador, da máquina de bordar ao projeto arquitetônico.

“O computador veio para ficar, mas é preciso entender que é só uma ferramenta a mais na mão de um criativo. E que não substitui a capacidade manual. A maquete eletrônica é uma evolução da maquete como estrutura. A maquete física e a eletrônica são realidades heterogêneas, uma agrega valor à outra”, disse.

Vivaldo lamentou o fato de que alguns prédios históricos da cidade desapareceram, a exemplo do casarão da família Falcão e a casa do ex-político Chico Pinto. Porém, ele afirmou que é oportuno dizer que existe certa preocupação do poder público de preservação do patrimônio histórico e arquitetônico.

O professor pontuou que, “no dia 4 de janeiro de 2016, o Mercado de Artes Popular foi entregue ao público totalmente restaurado; os Currais Modelo, onde se comercializava gado até os anos 60, cedeu lugar para o Museu Regional, inaugurado por Assis Chateaubriand, atualmente Museu de Arte Contemporânea; o CUCA está preservado; em 2006, o Casarão Olhos D’Água foi restaurado e entregue a visitação pública”.

Ele acrescentou: “o casarão da Família Fróes da Mota foi tombado e o seu acervo pictórico preservado pela Fundação Senhor dos Passos; o Clube de Campo Cajueiro, com o seu famoso salão circular, assim como a boate Caju, hoje integrados à UNEF, foram restaurados pela instituição”.

O palestrante disse que tais esforços são louváveis, “mas precisamos ampliar estas iniciativas, visando proteger a nossa história, a nossa memória. É de vital importância termos registros do nosso passado como parte do nosso cotidiano, como lembrança de uma época de nossas vidas e como referências”.

Vivaldo afirmou que o Projeto Maquetes busca mostrar uma Feira de Santana antiga com alguns casarões que ainda insistem em permanecer de pé e as antigas construções de uma Feira que não existe mais.

Em sua opinião, “Feira precisa evoluir, arquitetonicamente falando, mas não pode eliminar o seu passado, na ânsia de projetar o futuro, para que uma maquete não seja a única forma de preservar este passado”, alertou.

Prefeito municipal

Em virtude do falecimento, por suicídio, do comerciante José Bartolomeu Marques Júnior, filho do ex-vereador Zeca Marques, o prefeito de Feira de Santana optou por não discursar sobre suas ações na cidade, apenas comungou com as explanações da vereadora Cíntia Machado e do professor Vivaldo Laurindo Lima.

Na oportunidade, o chefe do Executivo Municipal externou sua tristeza com o ocorrido e prestou solidariedade à família do falecido. Colbert Martins, que também é médico, disse que o suicídio é um grave problema de saúde pública. “Medidas preventivas precisam ser priorizadas, para que fatos lamentáveis como esse possam ser evitados”.

O evento foi prestigiado por autoridades políticas, professores, estudantes, profissionais da imprensa, entre outros membros da sociedade civil.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113566 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]