SETUR Bahia realiza ação promocional para consolidar a Rota dos Engenhos

II Exposição de Cachaças do Nordeste.
II Exposição de Cachaças do Nordeste.
II Exposição de Cachaças do Nordeste.
II Exposição de Cachaças do Nordeste.

Ao som de chorinho e forró ao vivo, a II Exposição de Cachaças do Nordeste apresentou, nesta terça-feira (14/08/2018), dentro da Exporural, no Parque de Exposições de Salvador, 12 das principais marcas de cachaça baianas. Com o objetivo de contribuir para a consolidação da Rota dos Engenhos, a Secretaria do Turismo do Estado (Setur), em parceria com a Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), apoiou o evento.

“A ideia é incrementar uma rota atraente para que turistas possam conhecer os alambiques e todo o processo de transformação da cana de açúcar em cachaça”, afirmou o secretário estadual do Turismo, José Alves, durante o evento. “Atuamos neste segmento em conjunto com produtores e representantes de municípios, a fim de diversificar os nossos produtos turísticos e ampliar o tempo de permanência dos visitantes no Estado”.

A cachaça e seus subprodutos integram a Produção Associada ao Turismo, um dos eixos de investimentos da Setur com a meta de promover geração de emprego e renda entre comunidades produtoras. No estande da cachaça Limoeiro, por exemplo, o Projeto de Fibras, promovido pela Associação de Produtores e Artesãos – Aproarte, de Ubaíra, na zona turística Caminhos do Jiquiriçá, apresentava seu trabalho de revestimento, com material de fibras, de garrafas de cachaça que hoje são exportadas para a Europa.

“É uma ação de empreendedorismo que reúne mulheres negras e desempregadas em torno do artesanato de fibras e, no caso específico da cachaça, agrega valor ao produto que é comercializado lá fora”, afirmou Ana Lisboa, presidente da Aproarte.

A exportação de cachaça baiana, por sua vez, é uma forma de divulgar a Bahia em outros países e, em consequência, atrair visitantes para suas zonas turísticas. “A nossa marca Jaualle está sendo exportada há um ano para a Bélgica. Hoje na Europa a aceitação da cachaça de alambique é maior que a da industrializada”, revela Raimundo Primo, produtor da cachaça Limoeiro, da região de Feira da Mata, no oeste baiano.

Marcas como a Amada, Matriarca e Poço da Pedra também já negociam a entrada no mercado europeu, segundo Paulo Guedes, um dos coordenadores da Exposição de Cachaças do Nordeste. Neste contexto, a Rota dos Engenhos será um potencial atrativo para a vinda de turistas interessados em conhecer o processo de fabricação da cachaça artesanal.

Prado

Outra ação com vistas à consolidação da Rota dos Engenhos é o evento Gastronomia & Rota da Cachaça, de 7 a 9 de setembro, em Prado, no sul da Bahia, que será interligado ao Festival das Baleias, de 6 a 9 de setembro, no mesmo município. “Para o turista que visitar Prado nessa ocasião será uma oportunidade de, ao mesmo tempo, contemplar a natureza, observar as baleias jubartes e participar de um evento gastronômico onde poderá apreciar a cachaça e, assim, contribuir para fortalecer a produção e gerar renda na região”, disse o secretário José Alves.

O grupo de choro Dose Sonora e cantores de forró como Del Feliz e Edd Bala e a cantora Vilaça, da banda Moleca Dengosa, apresentaram-se durante o lançamento da II Exposição de Cachaças do Nordeste.  A mostra permanece no Parque de Exposições até o fim da Exporural 2018, no próximo domingo (19).

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108904 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]