O que o Brasil vê em Lula para continuar votando nele? | Por Sérgio Jones

Trabalhadores protestam em defesa de ‘Lula livre! Lula presidente!’.
Trabalhadores protestam em defesa de ‘Lula livre! Lula presidente!’.
Trabalhadores protestam em defesa de ‘Lula livre! Lula presidente!’.
Trabalhadores protestam em defesa de ‘Lula livre! Lula presidente!’.

Eis uma pergunta que a ala conservadora política brasileira, para desespero deles, não tem resposta por mais que procurem. Apesar de Lula se encontrar condenando. Apesar de estar na prisão. O povo em nenhum momento saiu à rua contra sua detenção, nem gritou em massa que é inocente, a pergunta que não quer calar, por que continuar votando nele com maior afinco que em todos os outros candidatos?

A resposta está no fato de que independente de seus defeitos e pecados, o povo brasileiro, em especial aqueles que residem nas camadas mais pobres da população, sabe de forma instintiva de que o Lula como nenhum outro político conhece o vazio de esperança que pulsa ao longo da história deste país, principalmente quando o que está em questão são aqueles brasileiros que perderam a capacidade e esperanças de sonhar com dias melhores. A exemplo de muitas outras figuras que permearam e continuam permeando no imaginário popular, Lula se tornou um figura emblemática que apresentou um Brasil de abundância, a terra do leite e do mel, uma espécie de terra prometida.

Embora está visão, com elevada dose de messianismo, não tenha sido alcançada em sua plenitude teve de conviver com a dor de que os resgatados por ele se encontram tal qual barco à deriva. É possível que mais uma vez o sonho do Lula se concretize em ver um Brasil do qual sempre sonhou. Mas uma evidência indelével aos que a ele fazem oposição é que não podem apagar que Lula continua se apresentando como uma opção real de milhões de brasileiros que queriam e querem votar nele, se este arremedo de lei que existe no país, assim permitir.

Esse anacrônico Brasil, forjados de partidos conservadores que se esforçam em manter o status quo é um ponto fora da curva. O avanço é irremediável e independem das forças do atraso. É esse Brasil que Lula luta, de forma denodada, na esperança de se desvencilhar de velhos grilhões que mantêm asfixiado os nobres anseios políticos do povo brasileiro.

O que se busca é livrar a nação de um passado cada vez mais contraditório. Se luta em avançar em busca de um caminho mais justo, onde a permanência do bem-estar social deixa de ser uma utopia para se tornar uma realidade, realidade essa cada vez mais ao alcance de todos. Por mais que tentem as forças do atraso deter a roda e as engrenagens da história, a vitória final será do povo. Por ser esta, a mola propulsora da história que impede que ela deixe de girar. Lula Livre.

*Sérgio Jones é jornalista ([email protected]).