Lideranças indígenas são recebidas na Secretaria da Educação do Estado, em Salvador

Lideranças indígenas da Bahia participaram de encontro para discutir os desdobramentos da reunião do Fórum de Educação Escolar Indígena da Bahia.
Lideranças indígenas da Bahia participaram de encontro para discutir os desdobramentos da reunião do Fórum de Educação Escolar Indígena da Bahia.
Lideranças indígenas da Bahia participaram de encontro para discutir os desdobramentos da reunião do Fórum de Educação Escolar Indígena da Bahia.
Lideranças indígenas da Bahia participaram de encontro para discutir os desdobramentos da reunião do Fórum de Educação Escolar Indígena da Bahia.

Lideranças indígenas de várias etnias da Bahia participaram, nesta quarta-feira (22/08/2018), de um encontro com o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, na sede do órgão central, para discutir os desdobramentos da reunião do Fórum de Educação Escolar Indígena da Bahia, realizado nestas terça e quarta-feira (21 e 22), no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador. Durante o Fórum, que reúne diversas representações indígenas e é apoiado pela Secretaria da Educação, os participantes elaboram um documento sobre a criação e organização de demandas da Educação Escolar Indígena que foi recebido pelo secretário.

O professor indígena, Ibuí Pataxó, da Aldeia Barra Velha, do município de Porto Seguro, disse que o Fórum está há mais de 18 anos discutindo e contribuindo para a elaboração de políticas públicas referentes à Educação Escolar Indígena. Para ele, ter uma reunião na Secretaria, como um desdobramento das atividades, fortalece o papel do Fórum e legitima a sua representatividade. “Estar com o secretário hoje é firmar o compromisso da Educação Escolar Indígena, pois viemos aqui a partir da discutição de uma pauta bem dialógica, e, diante disso, saímos satisfeitos porque houve uma entrega do secretário, que sentou conosco e dialogou. Acredito que a melhor parte é o diálogo com as comunidades indígenas e temos sentido este efeito de que as demandas estão sendo encaminhadas”, afirmou.

O secretário Walter Pinheiro disse que é preciso considerar as especificidades da Educação Escolar Indígena, de modo a respeitar a cultura, a identidade e as tradições dos povos indígenas. “Nossa principal preocupação vai no sentido de fortalecer o eixo pedagógico das escolas e ouvir professores e lideranças indígenas faz parte desta construção. Por isto, este documento é valioso para subsidiar a Secretaria no planejamento pedagógico, considerando as especificidades que a Educação Escolar Indígena requer”, afirmou.

A rede estadual de ensino tem, atualmente, 27 escolas estaduais indígenas, com 6.757 estudantes indígenas matriculados, de 130 comunidades, de 16 etnias/povos.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111002 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]