Eleições 2018: Rede TV promoveu debate com candidatos à presidência da República; ausência do líder trabalhista confirma ilegitimidade do processo eletivo no Brasil

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Debate na Rede TV com os candidatos à presidência da República nas eleições de 2018 transcorre em violação à recomendação da ONU para que Lula participe. A nação foi usurpada, a democracia subjugada e o Brasil segue sob a égide do Golpe Jurídico/Parlamentar de 2016.
Debate na Rede TV com os candidatos à presidência da República nas eleições de 2018 transcorre em violação à recomendação da ONU para que Lula participe. A nação foi usurpada, a democracia subjugada e o Brasil segue sob a égide do Golpe Jurídico/Parlamentar de 2016.
Debate na Rede TV com os candidatos à presidência da República nas eleições de 2018 transcorre em violação à recomendação da ONU para que Lula participe. A nação foi usurpada, a democracia subjugada e o Brasil segue sob a égide do Golpe Jurídico/Parlamentar de 2016.
Debate na Rede TV com os candidatos à presidência da República nas eleições de 2018 transcorre em violação à recomendação da ONU para que Lula participe. A nação foi usurpada, a democracia subjugada e o Brasil segue sob a égide do Golpe Jurídico/Parlamentar de 2016.

A Rede TV promoveu nesta sexta-feira (18/08/2018) debate com os candidatos à presidência da República inscritos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mas, a ausência do líder trabalhista Luiz Inácio Lula da Silva (PT) representa a consumação do Golpe Jurídico/Parlamentar de 2016, com a finalidade de tutelar a escolha do próximo presidente da República, a vontade dos usurpadores da República, responsáveis pela retirada ilegítima e ilegal de Dilma Rousseff (PT/MG) do comando da República.

A ilegitimidade do processo se torna ainda mais evidente quando observado que o descumprimento de comunicado do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidos (ONU), que requisitou “ao Brasil que tome todas as medidas necessárias para garantir que Lula possa desfrutar e exercer seus direitos políticos enquanto estiver na prisão, como candidato nas eleições presidenciais de 2018”.

Em síntese, Lula é um preso político de uma nação usurpada e o processo eleitoral para presidente da República transcorre sob a tutela dos usurpadores que forjam processos judiciais, violam o devido processo legal, manipulm a informação e usam as Forças Armadas para ameaçar ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O debate

Participaram do debate na Rede TV, organizado em parceria com a revista IstoÉ, oito postulantes à presidência da República: Álvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede). O evento foi mediado pelos jornalistas Amanda Klein, Boris Casoy e Mariana Godoy.

Confira vídeo

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113504 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]