Dia Municipal do Maçom é celebrado na Câmara Municipal de Salvador

Sessão especial do 'Dia Municipal do Maçom' foi requerida pelo vereador Alfredo Mangueira, autor do projeto que instituiu a data em Salvador.
Sessão especial do 'Dia Municipal do Maçom' foi requerida pelo vereador Alfredo Mangueira, autor do projeto que instituiu a data em Salvador.
Sessão especial do 'Dia Municipal do Maçom' foi requerida pelo vereador Alfredo Mangueira, autor do projeto que instituiu a data em Salvador.
Sessão especial do ‘Dia Municipal do Maçom’ foi requerida pelo vereador Alfredo Mangueira, autor do projeto que instituiu a data em Salvador.

Em sessão especial realizada no Plenário Cosme de Farias, na noite desta segunda-feira (20/08/2018), a Câmara Municipal de Salvador prestou homenagem ao Dia Municipal do Maçom. A data é comemorada na capital baiana por iniciativa do vereador Alfredo Mangueira (MDB), idealizador do projeto que instituiu a celebração através da Lei nº 7167/2006.

No início do evento, o grão-mestre geral adjunto do Grande Oriente do Brasil (Gob), Eurípedes Barbosa Nunes, falecido em abril deste ano, no Mato Grosso, foi reverenciado com um minuto de silêncio. Em seguida, membros da mesa e convidados ouviram a execução do Hino Nacional.

Conforme destacou Mangueira, a Maçonaria surgiu da busca da sociedade por um caminho seguro, onde, na “Ordem dos Templários”, encontrou o cunho místico para a evolução. “A Maçonaria é acessível aos homens de todas as raças, classes e crenças. Quer sejam religiosas ou políticas. A exceção é para as crenças que privem o homem de sua liberdade de consciência, e que restrinjam direitos, violem a dignidade humana ou exijam submissão incondicional”, detalhou, sobre a sociedade secreta, filosófica, filantrópica, educativa e progressista.

Enquanto discursava, Mangueira foi substituído na presidência da mesa pelo vereador Maurício Trindade, também do MDB.

Ética, moral e bons costumes

Durante o evento, Alfredo Mangueira foi homenageado com uma placa de prata, de honra ao mérito. “Ficará definitivamente gravado em sua história, para todo o sempre”, disse Bertoldo Cavalcante, presidente da Academia Maçônica de Letras da Bahia (Amalba), reconhecendo a dedicação do vereador à Maçonaria.

Ainda completaram a mesa o eminente grão-mestre do Grande Oriente Estadual da Bahia (Goeb), Silvio Souza Cardim; e o sereníssimo grão-mestre da Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia (Gleb), Arlindo Alves Pereira Neto. “A Maçonaria tem como princípio básico a fé no grande arquiteto do universo, que é Deus, e na imortalidade da alma”, definiu Arlindo Neto, exaltando a ética, a moral e os bons costumes vivenciados pelos maçons.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110945 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]