Senadora Lídice da Mata crítica desinvestimento do Governo Temer em Ciência e Tecnologia e pede que CNJ investigue ameaças ao desembargador Rogério Favreto

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Lídice da Mata: importa a motivação do Constituinte, porque ela registra o seu desejo de não ter mais, neste país, um governo autoritário, constituído, ou pela força das armas, ou pela força do oportunismo político e articulado de alguns. Mas este foi o desejo do Constituinte. Se querem mudar o desejo do Constituinte, façam outra Constituição, mas não me venham dar interpretações que não correspondam ao desejo efetivo e que não está escrito na Constituição do Brasil.
Lídice da Mata: importa a motivação do Constituinte, porque ela registra o seu desejo de não ter mais, neste país, um governo autoritário, constituído, ou pela força das armas, ou pela força do oportunismo político e articulado de alguns. Mas este foi o desejo do Constituinte. Se querem mudar o desejo do Constituinte, façam outra Constituição, mas não me venham dar interpretações que não correspondam ao desejo efetivo e que não está escrito na Constituição do Brasil.
Lídice da Mata: mporta a motivação do Constituinte, porque ela registra o seu desejo de não ter mais, neste país, um governo autoritário, constituído, ou pela força das armas, ou pela força do oportunismo político e articulado de alguns. Mas este foi o desejo do Constituinte. Se querem mudar o desejo do Constituinte, façam outra Constituição, mas não me venham dar interpretações que não correspondam ao desejo efetivo e que não está escrito na Constituição do Brasil.
Lídice da Mata: importa a motivação do Constituinte, porque ela registra o seu desejo de não ter mais, neste país, um governo autoritário, constituído, ou pela força das armas, ou pela força do oportunismo político e articulado de alguns. Mas este foi o desejo do Constituinte. Se querem mudar o desejo do Constituinte, façam outra Constituição, mas não me venham dar interpretações que não correspondam ao desejo efetivo e que não está escrito na Constituição do Brasil.

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA), em pronunciamento realizando no dia 9 de julho 2018 (segunda-feira), denunciou cortes no orçamento para a Ciência e Tecnologia (C&T) que estariam comprometendo o andamento de projetos de pesquisa. Ela requisitou, também, que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) investigue quem ameaçou o desembargador Rogerio Favreto depois de sua decisão pela liberdade do ex-presidente Lula.

Defesa de C&T

Ao lembrar que em 8 de julho se comemora o Dia do Pesquisador e da Ciência no Brasil, a senadora lamentou que os cortes orçamentários nos últimos anos venham afetando o setor, dificultando a compra de materiais e equipamentos e até mesmo o pagamento de bolsas de pesquisa e extensão. Segundo ela, os cortes, em algumas universidades, chegaram a 40%, o que compromete o andamento de projetos importantes.

Dados do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações indicam que, em relação ao ano passado, o orçamento deste ano é 12% menor, acrescentou Lídice.

É preciso muita determinação para tocar ensino, pesquisa, extensão e investigação científica em nosso país nos dias atuais. Enquanto o governo federal não entender que a pesquisa não é gasto, é investimento, não chegaremos a lugar nenhum. E da pesquisa dependem diversos outros setores, como saúde e educação, por exemplo.

Agressão contra desembargador

Ela lembrou que a decisão de Favreto foi suspensa, num episódio que, segundo ela, contou com a participação indevida de magistrados em férias.

Isso tudo, na opinião da senadora, reforça a tese de que parte do poder Judiciário tem agido de forma parcial, para impedir que o ex-presidente Lula participe do processo eleitoral.

O que ficou claro para o Brasil é que, mais uma vez, parte da Justiça brasileira está claramente empenhada em perseguir a figura do presidente Lula. E que o juiz Sérgio Moro chega ao extremo de transformar isso numa causa pessoal e não num caso que interessa ao Estado brasileiro, donde, de férias ou afastado do processo, ele se acha no direito de interferir.

Confira vídeo

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113760 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]