Brasileiro Israel Rocha está entre jovens que discutem direitos humanos em Nova Iorque, na sede da ONU

O brasileiro Israel Rocha discursou em nome do seu país na cimeira anual da Juventude pelos Direitos Humanos Internacional.
O brasileiro Israel Rocha discursou em nome do seu país na cimeira anual da Juventude pelos Direitos Humanos Internacional.
O brasileiro Israel Rocha discursou em nome do seu país na cimeira anual da Juventude pelos Direitos Humanos Internacional.
O brasileiro Israel Rocha discursou em nome do seu país na cimeira anual da Juventude pelos Direitos Humanos Internacional.

Decorre na sede da ONU, em Nova Iorque, Estados Unidos da América (EUA), a 15ª Cimeira Anual da Juventude pelos Direitos Humanos Internacional. O representante brasileiro, Israel Rocha, discursa esta sexta-feira.

 Numa entrevista à ONU News, o também presidente da instituição no país disse que “o objetivo é poder partilhar a Declaração Universal dos Direitos Humanos no ano em que celebra 70 anos”.

Ligação

“Poder falar com os jovens de 120 países é aprender que a gente não está sozinho, que tem vários jovens querendo mudar, querendo fazer algo de bom e que só falta a gente estar conectado. Aí a conferência mostra que a gente pode estar conectada, sim, e agir com pensamento global mas ação no local, no país, na nossa comunidade”.

Israel Rocha falou também dos desafios que os jovens enfrentam no Brasil e como a Declaração pode ajudar a ultrapassar essas dificuldades.

“No Brasil, a gente está passando por um momento muito difícil. As novas tecnologias, o novo mercado de trabalho tem feito o jovem ficar um pouco frustrado, muito pressionado. Sai do ensino médio e não consegue encontrar emprego, não consegue ir para a universidade. Conseguir trabalhar com isso, que vem externamente, passa por um momento de a gente poder se olhar, começar a lidar com aquilo que a gente sente internamente. E aí a Declaração mostra que a gente tem direitos básicos e que, a partir daí, pode começar a buscar outros direitos e outros deveres também”.

Encontro

O encontro começou na quinta-feira e termina no sábado. As reuniões decorrem na sala do Conselho Econômico e Social da ONU, Ecosoc.

Além de várias conferências e palestras, serão atribuídos os prémios Heróis de Direitos Humanos. A organização pretende distinguir “aqueles cuja coragem e determinação fizeram aumentar a exigência pelos direitos humanos nas suas nações e comunidades”.

A Juventude pelos Direitos Humanos Internacional faz parte da Unidos pelos Direitos Humanos, uma organização não-governamental fundada em 2001 com mais de 150 representações.

*Com informações da ONU News.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111211 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]