Vereadores de Feira de Santana debatem PL que visa instalar temporizadores em sinaleiras que têm fotosensores

Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): quero lamentar o entendimento do líder do Governo, que demonstra mais uma vez que não leu o PL.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): quero lamentar o entendimento do líder do Governo, que demonstra mais uma vez que não leu o PL.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta segunda-feira (11/06/2018), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil Isaías dos Santos (PSC) voltou a repercutir o Projeto de Lei de sua autoria, que visa instalar equipamentos de temporizadores nas sinaleiras que têm fotosensores, que foi rejeitado pela maioria dos vereadores; e debateu a indicação do vereador Marcos Lima (PRP), que segue a mesma linha.

“Vou aqui abrir os microfones desta Casa para esclarecer à sociedade qual a diferença de um Projeto de Lei para uma indicação. Tem algo confuso aqui e não sei qual deles têm mais força. Quero lamentar o entendimento do líder do Governo, que demonstra mais uma vez que não leu o PL. Meu PL é diferente do PL do saudoso Ronny Miranda. Hoje, Marcos Lima traz uma indicação que solicita do Executivo a instalação de fotosensor e temporizador em todas as sinaleiras da cidade. No meu Projeto peço que seja instalado em apenas cinco sinaleiras e não em todas. Vejo que em todas as sinaleiras o Município não tem condição de cumprir, mas mesmo assim muitos assinaram para tirar o foco do meu PL”, pontuou Isaías.

E, voltou a explicar novamente o objetivo do seu Projeto de Lei, garantindo ser diferente do PL apresentado por Ronny Miranda. “O de Ronny estabelece que seja instalado o temporizador em todas as sinaleiras e foi aprovado por esta Casa. O advogado Hércules Oliveira entrou com uma ação contra o prefeito José Ronaldo por não cumprir a Lei, que foi promulgada pela Casa. Porém, Ronaldo nos enviou a revogação desta Lei. O PL da minha autoria solicita a instalação do temporizador onde há fotosensor, sendo portando diferente”, explicou.

Em aparte, o petista Alberto Nery lembrou que o PL de Ronny Miranda foi aprovado, porém houve o pedido de revogação pelo prefeito. “Eu votei favorável no PL de Isaías pela importância que ele tem para a sociedade, mas a indicação de Marcos ao Executivo tem o mesmo objetivo deste PL. A diferença é que o PL a Prefeitura tem que cumprir, já a indicação ela tem a opção de acatar ou não”, analisou.

Também em aparte, o edil Ewerton Carneiro (Patriota) fez o resumo dos fatos. “Ronny teve o PL aprovado, mas como não era interessante para o Governo acatar e havia a ação de Hércules contra o prefeito, Ronaldo resolveu revogar. E tudo aconteceu na pressão. É um PL de grande relevância para a cidade e digo que o Poder Legislativo deveria aprovar e o prefeito pode acatar, já que o mandato agora é outro. É um absurdo o que esta empresa faz em nossa cidade, é uma máquina de fazer dinheiro. Esses chupa cabras ficam escondidos atrás de árvores e espero que o prefeito faça diferença”, analisou.

José Menezes repercute PL de Isaías dos Santos

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta segunda-feira (11), na Câmara Municipal, o vereador José Menezes Santa Rosa (Zé Filé, PROS) justificou sua ausência da audiência pública que tratou sobre a situação do Centro de Abastecimento e repercutiu o PL de autoria do edil Isaías dos Santos (PSC).

“Peço desculpas, pois não pude comparecer à audiência pública que tratou sobre o Centro de Abastecimento, na última quinta-feira (07). Acredito ser necessária a audiência para os comerciantes daquele entreposto possam ser beneficiados”, justificou.

Ainda no uso da tribuna, Zé Filé repercutiu o PL de autoria do vereador Isaías dos Santos (PSC), que visa instalação de equipamentos de temporizador nas sinaleiras que têm fotosensor, rejeitado por maioria pela Casa. “Eu votei a favor do PL e achei que seria aprovado, pois é de autoria de um vereador da base governista e que visa beneficiar o povo feirense. Essa rejeição mostra que o Município não está preocupado com o povo e sim com o aumento da receita. Fiz um requerimento solicitando informações sobre valores arrecadados com as multas e o nome desta empresa, mas não obtive resposta”, pontuou.

Filé lembrou mais que alguns equipamentos conhecidos como ‘chupa cabra’ ficam escondidos, prejudicando motoristas de fora da cidade. “Vêm motoristas de fora fomentar nosso comércio, deixar aqui recursos e leva de presente uma multa. É assim que o gestor trata os munícipes e visitantes. Peço apoio dos colegas para que defendamos o povo”, avaliou.

Em aparte, o líder do Governo na Casa, vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha, DEM) ressaltou a importância de cumprir o que determina a Constituição Federal. “Estamos aqui para defender o povo, mas não podemos passar por cima da Constituição Federal. Na minha opinião, se os motoristas tivessem mais educação não seria necessária a instalação destes equipamentos”, findou.

Isaías dos Santos cobra participação ativa ao superintendente de Trânsito

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta segunda-feira (11), na Câmara Municipal, o vereador Isaías dos Santos (Isaías de Diogo, PSC) retomou a discussão em torno do Projeto de Lei nº 158/2017, de sua autoria, que foi reprovado pela maioria dos vereadores na sessão da última quarta-feira (06). O PL instituía a obrigatoriedade de instalação de equipamentos temporizadores nas sinaleiras que possuem fotosensores. O edil cobrou do superintendente municipal de Trânsito, Maurício Carvalho uma participação mais ativa nas decisões relacionadas ao trânsito do município de Feira de Santana.

“Eu quero saber por onde anda o nosso superintendente. Toda vez que eu solicito uma audiência ou uma reunião com Maurício Carvalho ele não pode atender. Fica difícil resolver os problemas do trânsito de nossa cidade se o responsável nunca está disponível”, concluiu.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106788 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]