Operação combate revenda de celulares irregulares no Comércio de Salvador

Militares apreendem celulares, carregadores e efetuaram uma prisão por falsidade ideológica.

Militares apreendem celulares, carregadores e efetuaram uma prisão por falsidade ideológica.

Uma operação surpresa foi realizada, no final da manhã desta sexta-feira (08/06/2018), na Praça da Mãozinha, Bairro do Comércio, em Salvador, para combater revenda de celulares irregulares. A Operação Gemeos, da Polícia Militar, e o Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc), da Polícia Civil, conduziram oito suspeitos, apreenderam celulares e efetuaram uma prisão por falsidade ideológica.

Um cerco foi montado, no local, onde funciona também uma grande feira informal de roupas, brinquedos, entre outros itens pessoais, além de servir como moradia para alguns usuários de drogas. Os conduzidos, alguns com passagens por tráfico de drogas e roubos, foram liberados, pois os celulares estavam sem restrição. “Os aparelhos podem até ser roubados, mas sem a queixa em Delegacia e a restrição colocada no sistema, ficamos impedidos de autuá-los”, explicou o coordenador do Gerrc, delegado Gláuber Uchiyama.

Um homem, ainda não identificado, durante a abordagem, apresentou uma carteira funcional da Polícia Militar. Ele foi preso em flagrante pelo crime de falsidade ideológica. “A Praça da Mãozinha é rotineiramente patrulhada pelas nossas equipes. Precisamos aqui de uma ação de ordenamento de serviços, retirada dos moradores de rua, entre outros. A população precisa se conscientizar de que comprar celular sem nota fiscal pode se configurar como crime de receptação”, comentou o comandante da Operação Gemeos, major PM Gabriel Neto.

*Com informações da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP Bahia).

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]