Em maio de 2018, inflação na Região Metropolitana de Salvador fica em 1,11% e é a maior do país

Tabela informa variação mensal acumulada no ano e peso mensal, para índice geral, grupos, itens e subitens de produtos e serviços da Região Metropolitana de Salvador em 2018.
Tabela informa variação mensal acumulada no ano e peso mensal, para índice geral, grupos, itens e subitens de produtos e serviços da Região Metropolitana de Salvador em 2018.
Tabela informa variação mensal acumulada no ano e peso mensal, para índice geral, grupos, itens e subitens de produtos e serviços da Região Metropolitana de Salvador em 2018.
Tabela informa variação mensal acumulada no ano e peso mensal, para índice geral, grupos, itens e subitens de produtos e serviços da Região Metropolitana de Salvador em 2018.

Em maio, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medida oficial da inflação, ficou em 1,11% na Região Metropolitana de Salvador, acelerando fortemente em relação à taxa de abril (0,34%) e ficando bem acima também do índice de maio de 2017 (0,32%). Foi a maior inflação do país, significativamente superior à média nacional (0,40%).

Com o resultado de maio, a inflação no ano de 2018, na RM Salvador, também acelerou para 2,10% (estava em 0,97% em abril), mantendo-se acima e se distanciando ainda mais da média nacional (1,33%). Já se situa também num patamar mais alto que o acumulado no mesmo período em 2017 (1,38%). Nos cinco primeiros meses de 2018, o IPCA na RMS praticamente já alcançou o acumulado em todo o ano de 2017 (2,14%).

Nos 12 meses encerrados em maio, o IPCA chegou a 2,85%, maior que o registrado nos 12 meses encerrados em abril (2,05%) e praticamente se igualando à média nacional (2,86%).

A tabela a seguir mostra o IPCA para Brasil e áreas pesquisadas, no mês, acumulados no ano e nos 12 meses encerrados em maio.

Todos os grupos de produtos e serviços aumentaram em maio, na RMS; energia (18,45%), gasolina (8,11%) e cebola (44,69%) puxaram para cima

Em maio, todos os nove grupos de produtos e serviços que compõem o IPCA tiveram aumento na Região Metropolitana de Salvador. Isso não acontecia desde janeiro de 2006.

As principais contribuições para a aceleração da inflação no mês vieram dos gastos com Habitação (2,97%), Transportes (2,00%) e Alimentação e Bebidas (0,68%) – justamente os três grupos que mais pesam nos orçamentos familiares.

Entres os itens individuais, a energia elétrica (18,45%) foi o que mais puxou a inflação de maio na RMS, em virtude do reajuste nas tarifas, em vigor desde 22 de abril, aliado a aumento na alíquota de PIS/COFINS. Além disso, desde 1º de maio vigora a bandeira tarifária amarela, adicionando a cobrança de R$0,01 a cada kwh consumido.

Depois da energia, a gasolina (8,11%) e a cebola (44,69%) foram os produtos que mais contribuíram para alta do IPCA de maio na RMS. No caso da cebola, o aumento chega a 159,34% no acumulado no ano de 2018 – o maior dentre todos os itens investigados pelo IPCA em Salvador.

Entre os itens em queda em maio, as principais influências no sentido de conter a inflação da região metropolitana vieram do açúcar cristal (-4,20%), das passagens aéreas (-6,90%) e do tomate (-6,64%). No ano, as passagens de avião têm queda acumulada de -18,84%, a segunda mais intensa, acima apenas do feijão fradinho (-19,00%).

Na RM Salvador, INPC ficou em 0,98% em maio

Na Região Metropolitana de Salvador, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação das famílias com menores rendimentos, ficou em 0,98% em maio, acelerando em relação a abril (0,34%) e mais que o dobro do índice nacional (0,43%).

O INPC de maio na RM Salvador (0,98%) foi o segundo maior entre as regiões pesquisadas, abaixo apenas de Campo Grande (1,12%).

No acumulado no ano, o índice ficou em 1,59% (frente a 1,12% do país) e, no acumulado nos 12 meses terminados em maio, está em 2,03%, também acima da média (1,76%).

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112882 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]