De março para abril de 2018, com 7,0% de aumento, produção industrial da Bahia registra maior avanço do país

Tabela informa produção Física Industrial, por seção e atividades industriais na Bahia no mês de março de 2018.
Tabela informa produção Física Industrial, por seção e atividades industriais na Bahia no mês de março de 2018.
Tabela informa produção Física Industrial, por seção e atividades industriais na Bahia no mês de março de 2018.
Tabela informa produção física industrial, por seção e atividades industriais na Bahia no mês de março de 2018.

Em abril, a produção industrial da Bahia, descontados os efeitos sazonais, cresceu 7,0% frente ao mês anterior, sendo o maior avanço dentre os 15 locais pesquisados pelo IBGE e ficando bem acima do resultado nacional (0,8%). Outros dez estados mostraram taxas positivas, na passagem de março para abril de 2018.

Frente a abril de 2017, a produção industrial baiana também cresceu (5,4%), mas ficou abaixo da média nacional (8,9%). Nessa comparação, a produção industrial cresceu em 13 das 15 regiões pesquisadas pelo IBGE, com destaque positivo para São Paulo (14,8%), Santa Catarina (14,6%) e Mato Grosso (14,4%). Abril de 2018 teve três dias úteis a mais que abril de 2017.

Assim, no acumulado de janeiro a abril de 2018, a produção industrial baiana cresce 2,3%, acelerando em relação ao acumulado de 1,3% em março, mas ainda abaixo do acumulado no país como um todo (4,5%). Outras 12 regiões também apresentaram variação positiva no acumulado no ano, com destaque para o Amazonas (21,5%).

No acumulado nos 12 meses encerrados em abril, a produção industrial baiana também apresentou crescimento (1,5%) e teve ganho de ritmo em relação ao acumulado nos 12 meses encerrados em março (0,4%). Ainda assim, é o quarto menor crescimento entre as regiões e está abaixo da média nacional (3,9%). No entanto, com este resultado, a indústria do estado registra o melhor desempenho nesta comparação desde maio de 2014 (1,9%).

O aumento de 5,4% na produção industrial da Bahia, na comparação com abril de 2017, foi resultado do desempenho positivo em 7 das 12 atividades pesquisadas no estado.

O principal impacto positivo veio da fabricação de Veículos automotores, reboques e carrocerias (39,2%), puxada pelos automóveis. O setor vem apresentando resultados positivos desde julho do ano passado (30,6%) e já acumula em 2018 crescimento de 27,9%. Também teve contribuição importante a atividade de Outros produtos químicos (3,9%), que apresentou variação positiva pela primeira vez neste ano, depois de ser a principal influência negativa (-20,4%) da indústria baiana em março (-5,0%), sempre na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Também tiveram aumentos de grande magnitude, em abril, na Bahia, a fabricação de Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (105,8%) e a fabricação de Bebidas (28,1%).

Por outro lado, as quedas de produção nas atividades de Coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-2,4%) e Celulose, papel e produtos de papel (-7,0%) foram, nessa ordem, as principais influências negativas para a indústria do estado.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112848 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]