Braço direito de fundador de facção é localizado em Maragogipe

Policiais apreendem munições dos calibres 556 e 762 (fuzis), dois carregadores estendidos de calibre 45 (metralhadora), duas pistolas calibre 380, dois coletes balísticos e aproximadamente 200 porções de drogas.
Policiais apreendem munições dos calibres 556 e 762 (fuzis), dois carregadores estendidos de calibre 45 (metralhadora), duas pistolas calibre 380, dois coletes balísticos e aproximadamente 200 porções de drogas.
Policiais apreendem munições dos calibres 556 e 762 (fuzis), dois carregadores estendidos de calibre 45 (metralhadora), duas pistolas calibre 380, dois coletes balísticos e aproximadamente 200 porções de drogas.
Policiais apreendem munições dos calibres 556 e 762 (fuzis), dois carregadores estendidos de calibre 45 (metralhadora), duas pistolas calibre 380, dois coletes balísticos e aproximadamente 200 porções de drogas.

O braço direito do fundador de uma facção criminosa foi localizado, na manhã desta terça-feira (05/06/2018), no município de Maragogipe, região do Recôncavo Baiano. ‘Kaká’, como era conhecido, estava escondido, no mangue, com outro comparsa. Equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) apreenderam com a dupla munições de fuzil, pistolas, coletes balísticos e drogas. Guarnições da Companhia de Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) do Batalhão de Choque e da 27ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Maragogipe) apoiaram as ações.

Segundo no comando da quadrilha, Kaká vivia escondido na zona rural de Maragogipe, em uma localidade conhecida como Marianga. Ele era o homem de confiança de Adílson Souza Lima, o ‘Roceirinho’, custodiado, a pedido da SSP da Bahia, em presídio federal. Kaká era o responsável por toda logística de distribuição de drogas, armas, munições e também determinava as execuções de rivais e de usuários devedores.

O traficante e seu comparsa e gerente da facção, Harin Ferreira Galvão, 25 anos, reagiram à abordagem do Bope e no confronto foram atingidos. A dupla chegou a ser socorrida, mas não resistiu. No mangue os PMs encontraram, em casas erguidas às margens, munições dos calibres 556 e 762 (fuzis), dois carregadores estendidos de calibre 45 (metralhadora), duas pistolas calibre 380, dois coletes balísticos e aproximadamente 200 porções de drogas.

Equipes do Bope continuam no mangue em busca de outros cinco integrantes da quadrilha que escaparam, após o confronto. Na parte urbana da cidade, a Patamo colocou viaturas em pontos estratégicos para evitar fugas.

“Mais uma vitória da polícia baiana. Conseguimos isolar Roceirinho em um presídio federal e agora localizamos o segundo escalão. Parabéns ao Bope que utilizou das suas técnicas em ambientes rurais para chegar nos criminosos”, declarou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

*Com informações Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP Bahia).

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106678 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]