Vereadores de Feira de Santana repercutem licitação para estudo econômico de empresas de transporte

Roberto Tourinho: a Prefeitura não tem que se preocupar com empresas que não estão preocupadas em prestar um bom serviço à nossa cidade.
Roberto Tourinho: a Prefeitura não tem que se preocupar com empresas que não estão preocupadas em prestar um bom serviço à nossa cidade.
Roberto Tourinho: a Prefeitura não tem que se preocupar com empresas que não estão preocupadas em prestar um bom serviço à nossa cidade.
Roberto Tourinho: a Prefeitura não tem que se preocupar com empresas que não estão preocupadas em prestar um bom serviço à nossa cidade.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta terça-feira (08/05/2018), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil Roberto Tourinho (PV) informou que esteve com o secretário Municipal de Administração, João Marinho, para obter mais informações sobre a licitação que será realizada pela Prefeitura para realizar um estudo econômico nas empresas que exploram o sistema de transporte público da cidade.

“Estive com o secretário na última sexta-feira, juntamente com os edis Gilmar Amorim, Carlito, Lulinha e Cadmiel. Lá o secretário nos explicou que a Prefeitura realizará a licitação porque as empresas encaminharam ofício ao Município solicitando o reembolso do prejuízo financeiro que obtiveram com o número inferior de passageiros do apresentado na licitação da qual foram vencedoras e com a defasagem da tarifa”, disse Tourinho.

E continuou. “A Prefeitura está fazendo um levantamento para depois poder negociar os valores. Mas, sou contrário a essa atitude. A Prefeitura não tem que se preocupar com empresas que não estão preocupadas em prestar um bom serviço à nossa cidade. Lembro-me que Tarcízio Pimenta fez um acordo com as empresas que exploravam o serviço na época e quando Ronaldo assumiu não deu continuidade, então espero que Colbert também não dê continuidade a isso”, sugeriu.

Para o edil, o Município não deve fazer acordo nenhum. “Se estão alegando prejuízo que busquem solução na Justiça, até porque ninguém iria prever que o Brasil teria 14 milhões de desempregados, o que reduz a quantidade de passageiros. Estas empresas prestam um péssimo serviço na nossa cidade e não vou me calar”, analisou.

Tourinho lembrou mais que para o pleno funcionamento do BRT é preciso que as empresas disponham de ônibus adaptados. “O importante é que o BRT funcione porque será importante para a população. Foram R$ 90 milhões em investimentos e mais aditivo. Eu quero saber como as empresas vão operar no BRT. Já que estamos diante de um litro de combustível a R$ 5, precisamos oferecer um transporte de qualidade para o feirense”, avaliou.

Em aparte, o petista Alberto Nery lembrou que há uma área, que foi declarada de utilidade pública, situada entre a Nóide Cerqueira e Tobias Barreto, onde deveria ser construído um terminal para o BRT, mas até o momento ninguém viu essa construção. Segundo Carlos Brito, esta obra será iniciada”, disse.

Também em aparte, o líder governista Luiz Augusto de Jesus (Lulinha, DEM), lembrou que os terminais serão construídos no Bairro Pampalona, Avenida Ayrton Sena e no Bairro Sim. “Todos serão construídos”, garantiu.

Alberto Nery repercute possível crise no transporte público de Feira de Santana

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta terça-feira (08), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Alberto Nery (PT) fez observações em relação às críticas feitas ao Governo Estadual pelos vereadores da base governista e repercutiu a publicação de uma licitação para realização de um estudo econômico das empresas que exploram o sistema de transporte público da cidade.

“Às vezes me pergunto se estou no lugar certo, pois vejo aqui os colegas criticando o Governo do Estado pelo simples fato de o ex-prefeito da cidade ser candidato a governador do estado. É preciso lembrar que o ex-prefeito anunciou um investimento de R$ 90 milhões para as obras de um BRT que não sabemos para onde vai. Tem ainda o Mercado Popular, para ser construído em área doada e com investimento de R$ 20 milhões, que não está pronto”, pontuou Nery.

Ainda no uso da tribuna, o petista Alberto Nery lembrou que semana passada levou ao conhecimento de todos a intenção da Prefeitura de realizar uma licitação para estudar a situação econômica das empresas que exploram o serviço de transporte público da cidade e a resposta do secretário de administração, João Marinho, sobre esta iniciativa.

“Segundo o secretário, os empresários encaminharam ofício ao Município alegando prejuízo financeiro, tendo em vista que o número de passageiros está inferior ao apresentado a eles no processo licitatório. “Os empresários querem que a Prefeitura os reembolse, por isso a iniciativa do Município em investir neste estudo econômico”, explicou.

Nery convocou os edis para debaterem o assunto e se preciso for, seja realizada audiência pública. “A qualquer momento a população pode pagar mais caro pela tarifa ou ficar sem o transporte, pois se não forem reembolsados não vão continuar operando no sistema. Vamos ficar atentos, pois o prefeito ainda não apareceu”, findou.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108207 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]