Vereador revela preocupação com epidemia de H1N1 e critica sistema de regulação em Feira de Santana

Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): o sistema de Regulação do SUS dificulta a transferência desses pacientes que estão nas UPAs e nas policlínicas.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): o sistema de Regulação do SUS dificulta a transferência desses pacientes que estão nas UPAs e nas policlínicas.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): o sistema de Regulação do SUS dificulta a transferência desses pacientes que estão nas UPAs e nas policlínicas.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): o sistema de Regulação do SUS dificulta a transferência desses pacientes que estão nas UPAs e nas policlínicas.

No uso da tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão desta segunda-feira (07/05/2018)), o vereador Isaías dos Santos (Isaías de Diogo, PSC) revelou preocupação com o surgimento de pacientes com suspeita de gripe H1N1 nas unidades de saúde do município de Feira de Santana. O edil, alertando a população para a gravidade da doença, criticou a falta de leitos em unidades especializadas para o tratamento dos pacientes.

“Tive conhecimento de dois casos suspeitos de gripe H1N1. Um paciente está na Policlínica do Feira X e outro na UPA do Clériston Andrade. Várias pessoas estão sendo infectadas pelos vírus dessa gripe e precisam ser tratadas em unidades especializadas, mas o sistema de Regulação do SUS dificulta a transferência desses pacientes que estão nas UPAs e nas policlínicas sem terem o tratamento necessário para combater a doença”, reclamou.

Em aparte, o vereador José Menezes Santa Rosa (Zé Filé, PROS) questionou a responsabilidade pela gestão do sistema. “O diretor do Hospital Geral Clériston Andrade, Carlos Pitangueira, atribui à secretária municipal de Saúde, Denise Mascarenhas, a culpa dos transtornos enfrentados pelos pacientes no sistema de regulação. É preciso saber de quem é a responsabilidade”, finalizou.

“A celeuma da regulação continua”, critica Luiz Augusto

Lamentando o falecimento de gestantes nos municípios de Cruz das Almas e Biritinga, no interior da Bahia, em virtude da falta de leitos em maternidades de alta complexidade no Estado, o vereador e líder governista Luiz Augusto de Jesus (Lulinha, DEM), voltou a criticar o Sistema de Regulação do SUS. O edil assegurou que o Governo Municipal cumpre com sua obrigação garantindo atendimento à população nas policlínicas e Unidas de Pronto Atendimento (UPAs), mas o Governo do Estado deixa a desejar.

“A celeuma da regulação continua e as pessoas estão morrendo por não conseguirem a regulação para as unidades especializadas. As gestantes morreram em Biritinga e Cruz das Almas porque não conseguiram transferência em virtude da falta de leitos nas maternidades de alta complexidade. O Município tem as UPAs e as policlínicas, mas o Estado não cumpre com sua obrigação e compromete a vida do povo”, pontuou.

Em aparte, a vereadora Aldney Bastos (Neinha, PTB), consternada com o falecimento de um amigo que encontrava-se internado na Policlínica da Rua Nova aguardando transferência para unidade hospitalar, voltou a cobrar ao governado do Estado, Rui Costa, a construção do hospital regional em Feira de Santana. “Regulação é leito. Para ter regulação é preciso ter leito nos hospitais. Feira de Santana precisa se levantar e reagir contra esse governo. Precisamos de um novo hospital”, reclamou.

O líder governista também cobrou o cumprimento da promessa do governador do Estado, bem como investimento para as demais áreas da administração pública, como segurança pública e educação. Lulinha criticou os planos do governo estadual de acabar com os contratos com os vigilantes. “Precisamos de mudança e já temos um nome sério e forte para isso: José Ronaldo de Carvalho”, finalizou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116841 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.