Vereador reivindica fiscalização do Procon nos postos de combustíveis de Feira de Santana

Cadmiel Pereira: Quero pedir ao Procon que, de forma incisiva, fiscalize os postos de combustíveis.

Cadmiel Pereira: Quero pedir ao Procon que, de forma incisiva, fiscalize os postos de combustíveis.

Indignado com os reajustes abusivos no valor da gasolina durante o período de paralisação dos caminhoneiros, o vereador Cadmiel Mascarenhas Pereira (PSC), ao discursar na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão desta terça-feira (29/05/2018), reivindicou ao Procon a intensificação da fiscalização nos postos de combustíveis do município de Feira de Santana. O edil orientou a população a denunciar a cobrança indevida.

“Quero pedir ao Procon que, de forma incisiva, fiscalize os postos de combustíveis, uma vez que estão praticando aumento abusivo de 30% a 40% a mais que o valor cobrado no período anterior ao início da manifestação. O preço cobrado já era absurdo, agora está pior. A manifestação foi deflagrada para a melhoria da carga tributária do país. Peço que o cidadão filme, pegue a nota fiscal nos postos para fomentar a denúncia. Isso não pode continuar acontecendo, pedimos urgência ao Procon”, afirmou.

Em aparte, o vereador Gilmar Amorim de Oliveira (PSDC) parabenizou o colega pelo discurso e denunciou a cobrança de valores indevidos em postos de combustíveis localizados no Anel de Contorno da cidade. Gilmar também pontuou o reajuste indevido no valor do botijão de gás em Feira de Santana. “Peço que o Procon passe nos postos da Avenida de Contorno, onde existe posto que nem placa informando o valor do combustível não tem. Também peço que fiscalizem o comércio de botijão de gás no bairro Campo Limpo. Estão vendendo um botijão a R$ 150”, denunciou.

De volta com a palavra, o vereador Cadmiel Pereira considerou a atitude dos empresários como fruto de ganância. “É inaceitável não termos um movimento de fiscalização em nossa cidade diante desse contexto. A manifestação dos caminhoneiros é por uma causa justa, estamos todos apoiando e não podemos permitir que empresários ganhem ainda mais e de forma exorbitante em cima dessa paralisação. O Procon tem que multa, e multa de R$ 1 milhão ainda é pouco. O povo clamou pela manifestação e nós temos que apoiar. Queremos resultados reais”, finalizou.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]