Salvador: BRT implantando pelo governo ACM Neto é caro, inútil e ataca o meio ambiente, diz vereador

Cartaz apresenta dados comparativos de investimento possíveis com os R$ 850 milhões destinados ao BRT de Salvador, pelo prefeito ACM Neto.
Cartaz apresenta dados comparativos de investimento possíveis com os R$ 850 milhões destinados ao BRT de Salvador, pelo prefeito ACM Neto.
Cartaz apresenta dados comparativos de investimento possíveis com os R$ 850 milhões destinados ao BRT de Salvador, pelo prefeito ACM Neto.
Cartaz apresenta dados comparativos de investimento possíveis com os R$ 850 milhões destinados ao BRT de Salvador, pelo prefeito ACM Neto.

O BRT (Bus Rapid Transit) é um sistema de transporte público e aqui em Salvador, de acordo com o projeto do prefeito ACM Neto, ligaria o centro à região da Estação Rodoviária. “Somos contrários ao BRT por ser caro, inútil e atacar o meio ambiente. O custo total do BRT será em torno de R$ 850 milhões. Com o valor desta obra seria possível fazer muito mais pela população de Salvador. Reafirmo que o BRT é uma obra que só servirá para encher o bolso das empreiteiras e das famílias que controlam o transporte coletivo rodoviário da cidade”, afirma o legislador.

Com base na Lei Orçamentária Anual 2018 e leis que autorizam contratações de operações de créditos, o vereador Hilton Coelho informa que “com o valor do BRT seria possível construir 1.370 casas populares, ou 13.973 km de ciclovias, ou 521 creches, ou 217 encostas, ou 1.118 equipamentos de esporte e lazer, ou 383.612 metros de escadarias, ou 267 escolas municipais, ou 365 km de obras de micro e macrodrenagem, ou 365 postos de saúde, ou 1.628 km de recapeamento asfáltico”.

Hilton Coelho crítica “os baixos gastos sociais, inclusive a vergonhosa negação do reajuste salarial digno às professoras e professores, trabalhadores da saúde e técnicos do município. Qual a razão verdadeira em se gastar recursos públicos na injustificável obra do BRT, sem função efetiva para a mobilidade e degradadora do meio ambiente?”, questiona.

O BRT de Salvador é considerado um sistema dos mais caro até então projetado no País “chegando a quase R$1 bilhão em menos de 9km. Como ser favorável a uma obra cara e inútil que faz praticamente o mesmo trajeto do Metrô, algo que não se justifica do ponto de vista técnico? Exigimos que os recursos públicos sejam utilizados para beneficiar a maioria da população e vamos nos incorporar aos setores em luta contra esse absurdo”, conclui Hilton Coelho.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112875 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]