Imprensa internacional mostra cenário de desesperança em Gaza

Muçulmanos protestam 'a Palestina pertence ao povo palestino'.
Muçulmanos protestam 'a Palestina pertence ao povo palestino'.
Muçulmanos protestam 'a Palestina pertence ao povo palestino'.
Muçulmanos protestam ‘a Palestina pertence ao povo palestino’.

Os principais jornais internacionais destacaram na última terça-feira (15/05/2018) os impactos da transferência da Embaixada dos Estados Unidos de Tel-Aviv para Jerusalém, em Israel. A imprensa estrangeira menciona o reforço norte-americano às representações diplomáticas no Oriente Médio e, mesmo assim, o acirramento da onda de violência nos enterros dos mais de 50 mortos palestinos. Tudo acompanhado por milhares de palestinos

Na imprensa internacional, a Faixa de Gaza e a agonia existente são apontadas como um cenário de miséria e falta de esperança com o bloqueio de Gaza, de um lado por Israel e outro pelo Egito. Os relatos destacam poucas horas de energia por dia, quando sem energia não há dessalinização da água; e assim não há água.

A Data da última segunda-feira (14), para a abertura da embaixada em Jerusalém não poderia ter sido pior, coincidindo com a “Nakba, a Catástrofe”, com que palestinos lembram a fuga e expulsão em massa com a guerra de independência de Israel, depois que a partilha da Palestina foi rejeitada pelos árabes na Organização das Nações Unidas (ONU), em 1948.

Em Israel, o ex-embaixador americano no país, Dan Shapiro, perguntou: “Mas por que não em outro dia? Por que a provocação?”. Para Shapiro, a Casa Branca deveriater deixado claro que Jerusalém poderá vir a ser também capital da Palestina.

O tom da imprensa israelense e norte-americana é semelhante: a ação é definida como “tragédia na Faixa de Gaza e festa em Israel”.

O “Jerusalém Post”, um dos principais veículos israelenses, publica uma foto de um grupo tentando romper a fronteira como justificativa para a reação israelense, quando muitos líderes mundiais perguntam “Por que usar balas de verdade contra a maioria de manifestantes desarmados?”

Ao “Washington Post”, um jovem palestino explicou: “Não temos nada a perder”. Pois, é muito difícil um jovem sair de Gaza e, se sair, conseguir voltar. “Não há empregos”.

*Com informações da Agência Brasil.

*O jornalista Moisés Rabinovici é comentarista da Rádio Nacional e apresentador do programa Um olhar sobre o Mundo na TV Brasil.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108177 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]