Câmara Municipal de Andaraí confirma aprovação das contas da gestão do ex-prefeito Wilson Cardoso; povo ovaciona líder e pré-candidatura à deputado federal é anunciada

Vereador Edgard Paes Coelho Neto (Edgarzinho, PSB), conduziu sessão de votação da Câmara Municipal de Andaraí em que foi registrada a instituição do voto aberto e nominal em todas a sessões do Poder Legislativo e a aprovação das contas da gestão do ex-prefeito Wilson Cardoso.

Vereador Edgard Paes Coelho Neto (Edgarzinho, PSB), conduziu sessão de votação da Câmara Municipal de Andaraí em que foi registrada a instituição do voto aberto e nominal em todas a sessões do Poder Legislativo e a aprovação das contas da gestão do ex-prefeito Wilson Cardoso.

Vereador Renato Costa Silva Júnior (Renatinho, PSL) destacou atuação do ex-prefeito Wilson Paes Cardoso. “Foram 252 obras e R$ 3,5 milhões”, realizada pelo ex-prefeito, que tem uma trajetória de vida marcada pela honestidade

Vereador Renato Costa Silva Júnior (Renatinho, PSL) destacou atuação do ex-prefeito Wilson Paes Cardoso. “Foram 252 obras e R$ 3,5 milhões deixados em caixa”, realizações de Wilson Cardoso, que tem uma trajetória de vida marcada pela honestidade

Ex-prefeito Wilson Cardoso (PSB) agradece ao povo e aos vereadores pela aprovação das contas e anuncia pré-candidatura à deputado federal nas eleições de 2018.

Ex-prefeito Wilson Cardoso (PSB) agradece ao povo e aos vereadores pela aprovação das contas e anuncia pré-candidatura à deputado federal nas eleições de 2018.

Membros da comunidade lotam plenário da Câmara Municipal de Andaraí, em apoio ao ex-prefeito Wilson Paes Cardoso.

Membros da comunidade lotam plenário da Câmara Municipal de Andaraí, em apoio ao ex-prefeito Wilson Paes Cardoso.

Em votação aberta e nominal — ocorrida nesta segunda-feira (30/04/2018), na Câmara Municipal de Andaraí (CMA) — os vereadores confirmaram por 6 votos a favor e 3 votos contrários a ata referente a sessão ocorrida em 23 de abril, em que foi registrada a mudança no regimento interno do Poder Legislativo municipal, abolindo as votações secretas e instituindo votação nominal e aberta para todos os atos do Poder. Na ata constava, também, pelo escrutínio de 7 votos a 2, a provação das contas do exercício fiscal de 2016 da gestão do ex-prefeito Wilson Paes Cardoso (PSB) e a rejeição do parecer opinativo do Tribunal de Contas do Município (TCM).

Povo manifesta apoio

Com a galeria lotada, parte da rua ocupada por cerca de 2 mil manifestantes, que portavam cartazes e faixas em defesa do líder e ex-prefeito do município, além de contar com as presenças de Wilson Cardoso e do atual prefeito João Lúcio (PSB), a sessão de votação da ata do dia 23 de abril foi conduzida, com equilíbrio, pelo vereador Edgard Paes Coelho Neto (Edgarzinho, PSB), presidente da Câmara Municipal, e foi considerada pelos edis, que se revezavam na tribuna do plenário em defesa do trabalho desenvolvido por Wilson Cardoso, como a maior manifestação popular realizada na sede do Poder Legislativo, sendo caracterizada como uma “festa da democracia, promovida pelo povo de Andaraí”.

Agradecimento 

Na sequência, ao final da sessão, o presidente Edgarzinho leu requerimento do ex-prefeito, solicitando a palavra em plenário. Posto em votação o requerimento, foi aprovado a unanimidade e a palavra foi concedida à Wilson Cardoso.

Aos gritos, a multidão conclamava “nosso prefeito”, “nosso líder” e “nosso deputado federal”. Visualmente emocionado, Wilson Cardoso se dirigiu a tribuna do plenário e iniciou o discurso em agradecimento ao povo de Andaraí.

Olhando a multidão, ele retribui o afeto afirmando “vale a pena ser honesto” e completou a frase lembrando que a dedicação diária ao povo humilde de Andaraí estava sendo recompensada pela demonstração de amor dos munícipes, manifestada na Câmara Municipal. “Este momento é a maior prova de que o nosso amor vai continuar”, disse.

Se referindo a mudança do regimento interno, Wilson Cardoso destacou a instituição do voto aberto e nominal como uma conquista da democracia e da honestidade, por inibir a prática de extorsão em votações secretas. “É o fim das malas de dinheiro! Os vereadores honestos e o povo de Andaraí dão exemplo ao Brasil”, afirmou.

Dando sequência ao discurso, Wilson Cardoso parabenizou o presidente Edgarzinho pelos 16 meses de gestão, lembrando que a economia realizada pelo Poder Legislativo viabilizou a devolução de recursos ao tesouro municipal e, com os recursos devolvidos, a gestão de João Lúcio comprou veículos para serviços à serem prestados à comunidade.

Ao final do discurso, o ex-prefeito lamentou o parecer opinativo do TCM Bahia pela rejeição das contas, informando que o parecer era decorrente de um grave equívoco do Tribunal, cujo entendimento era de que a administração municipal deveria demitir servidores, por ter ultrapassado o limite legal com despesas de pessoal.

Wilson Cardoso relatou, aplaudido pela multidão, que a receita tributária do município de Andaraí foi afetada pela crise nacional, que levou o Governo Temer a reduzir o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e não pelo aumento exagerado de gastos e contratação de servidores.

“Tinha recurso em caixa para pagar o pessoal, deixei mais de R$ 3 milhões para a gestão do meu sucessor, prefeito João Lúcio, então, porque deveria demitir servidores de Andaraí e comprometer os serviços prestados pela prefeitura ao amado povo de nossa terra”, explicou.

O ex-prefeito agradeceu aos edis que aprovaram as contas de 2016, avaliando que eles corrigiam uma grave injustiça do TCM. Ele declarou que vai recorrer ao Poder Judiciário com a finalidade de rever o entendimento do Tribunal. “Não aceito este entendimento, por que é uma grave injustiça”, afirmou.

Anúncio de pré-candidatura

A última etapa da fala de Wilson Cardoso foi marcada pelos gritos da multidão “ado, ado, ado Wilson é o nosso deputado!”. Quase em lágrimas, o ex-prefeito anunciou, respondendo à manifestação, que é pré-candidato a deputado federal e que vai, a partir do Congresso Nacional, ajudar a mudar o Brasil, como ajudou a mudar, para melhor, a vida do povo de Andaraí.

Votações

Votaram nesta segunda-feira (30) — em sessão ordinária da Câmara Municipal de Andaraí,  aprovando ata da sessão do dia 23 de abril, que registra a mudança no regimento interno, tonando as votações abertas e nominais, e que registra a aprovação das contas do exercício fiscal de 2016 da gestão do ex-prefeito Wilson Paes Cardoso (PSB) — os edis Edgard Paes Coelho Neto (Edgarzinho, PSB, presidente), Manoel Wilson Gonçalves de Oliveira (Vilson, PR), Jose Pereira Lessa Iii (Zelessinha, PMDB), Creildo dos Santos Souza (Idinho, PR), Carmelia Pereira dos Santos (PT) e Renato Costa Silva Júnior (Renatinho, PSL). Votaram contra a aprovação da ata Edinorman Santos de Jesus (Edi, PSB), Vilmar Moura da Silva (Viola, PTC) e Fernando Nogueira Neves Junior (Junior, PTC).  Perfazendo o placar de 6 votos a favor e 3 votos contrários. 

Conforme registrado na ata aprovada nesta segunda-feira (30), votaram na sessão ordinária do dia 23 de abril (segunda-feira) — pela provação das contas do exercício fiscal de 2016 da gestão do ex-prefeito Wilson Paes Cardoso (PSB) e contra o parecer do TCM Bahia — os vereadores Edgard Paes Coelho Neto (Edgarzinho, PSB, presidente), Manoel Wilson Gonçalves de Oliveira (Vilson, PR), Jose Pereira Lessa Iii (Zelessinha, PMDB), Creildo dos Santos Souza (Idinho, PR), Carmelia Pereira dos Santos (PT), Renato Costa Silva Júnior e Edinorman Santos de Jesus (Edi, PSB). Votaram contra a aprovação das contas Vilmar Moura da Silva (Viola, PTC) e Fernando Nogueira Neves Junior (Junior, PTC). Perfazendo o placar de 7 votos a favor e 2 votos contrários.

Confira

Áudio do discurso de Wilson Paes Cardoso, proferido na Câmara Municipal de Andaraí, em 30 de abril de 2018

Confira vídeo

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).