Governo da Bahia aposta na valorização de roteiros do Turismo Religioso

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
1º Congresso Brasileiro de Turismo Religioso foi realizado em Salvador.
1º Congresso Brasileiro de Turismo Religioso foi realizado em Salvador.

Aprimorar o turismo religioso na Bahia a partir de exemplos de iniciativas bem- sucedidas em todo o país é um dos objetivos do 1º Congresso Brasileiro de Turismo Religioso, realizado em Salvador, no Fiesta Convention Center, até sábado (12/05/2018). Iniciativa da Arquidiocese de Salvador, com apoio da Secretaria do Turismo do Estado (Setur), o encontro também visa a apresentar para empresários baianos o potencial econômico do segmento.

O secretário do Turismo da Bahia, José Alves, reafirmou o esforço da Bahia  em ampliar, estruturar e valorizar os roteiros. “Num ambiente de forte  religiosidade, temos destinos e atrativos com capacidade de movimentar a cadeia turística como hospedagem, alimentação e artesanato. O turismo movido pela fé também leva o visitante a conhecer outros atrativos, beneficiando o entorno do destino principal”, afirmou durante a abertura do evento, na noite desta quarta-feira (09/05/2018).

Para dom Murilo Krieger, arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, o evento nacional mostra como as experiências de fé podem ser convertidas em bons negócios. “Quanto melhor o peregrino for acolhido, melhor será a sua experiência de fé, que, ao terminar, despertará o desejo bem forte de voltar àquele lugar”, disse.

Um dos destaques do congresso é a palestra de Marcos Spalding, diretor de Marketing e Novos Negócios do Santuário de Aparecida. Capaz de atrair 12 milhões de romeiros por ano, o templo é rodeado por um complexo com empreendimentos como hotéis, lojas, museus e bondinho. O exemplo do interior de São Paulo já vem inspirando o segmento na Bahia.

Importantes atrativos da capital baiana, a Basílica do Bonfim e as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) já desenvolvem ações para a dinamização da economia do turismo religioso na Cidade Baixa, mas o campo ainda é vasto. No Bonfim, o museu foi reaberto e o casario em torno da igreja é utilizado para atividades culturais e abriga café, restaurante e lojas de artesanato, a fim de aumentar o tempo de permanência do turista nos arredores.

A Osid, instituição de caridade fundada pela religiosa baiana beatificada em 2011, mantém o Santuário da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres e o Memorial Irmã Dulce. Em 2017, o complexo, que também conta com café e loja, recebeu 70 mil visitantes, a maioria de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

De acordo com o padre Manoel, organizador do congresso, a igreja do Bonfim, as Obras Sociais Irmã Dulce, outras igrejas e empreendimentos da Cidade Baixa contam com consultoria do Sebrae para estímulo ao empreendedorismo e o desenvolvimento da atividade turística. O intuito é expandir a oferta de serviços, assim como elevar a qualidade geral do atendimento.

O roteiro religioso da Cidade Baixa, em Salvador, será apresentado no congresso. Da Bahia, também ganham destaque as romarias a Bom Jesus da Lapa e Candeias, e a construção da cidade santa, em Dias D’Ávila. Dentre os convidados, estão o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, o reitor do Santuário do Cristo Redentor, padre Omar Raposo, e o coordenador de Planejamento das Políticas de Turismo do Pará, Ivaldo das Dores Silva.

A abertura do evento contou com a presença de autoridades como o diretor técnico do Sebrae, José Cabral; o prefeito de Bom Jesus da Lapa e presidente da União dos Prefeitos da Bahia (UPB), Eures Ribeiro; o presidente do Sindicato das Empresas de Turismo da Bahia, Luís Augusto  Leão; e a presidente da seção baiana da Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav), Ângela Carvalho. Mais informações sobre o congresso podem ser acessadas no site:  http://www.congressoturismoreligioso.com.br.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113659 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]