1°de Maio é dia de lutar pelo trabalhador e pela democracia, diz deputado Daniel Almeida

Daniel Almeida: Neste 2018, a tradição de afrontar os patrões e lutar pelos direitos dos trabalhadores através da conscientização precisa ser mantida.

Daniel Almeida: Neste 2018, a tradição de afrontar os patrões e lutar pelos direitos dos trabalhadores através da conscientização precisa ser mantida.

Neste Dia do Trabalhador, primeiro após o duro golpe na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) com a aprovação da Reforma Trabalhista e da terceirização irrestrita, parlamentar baiano reforça a necessidade de batalhar pelos direitos do povo, avalia o deputado federal Daniel Almeida (PCdoB/BA).

O início do mês de maio é historicamente marcado pela luta. Conhecido como Dia do Trabalhador, ou do Trabalho, a celebração do dia 1º remonta ao ano de 1886, quando milhares de operários mobilizaram uma greve geral e foram às ruas de Chicago, nos Estados Unidos, para reivindicar melhores condições de trabalho, diz Daniel Almeida.

Neste 2018, a tradição de afrontar os patrões e lutar pelos direitos dos trabalhadores através da conscientização precisa ser mantida. Esta é a primeira data alusiva à categoria depois das aprovações da Reforma Trabalhista e da terceirização desenfreada, dois dos principais (de tantos) ataques ao povo brasileiro nos últimos meses, afirma Daniel Almeida.

Para além da destruição dos preceitos trazidos na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), o que tem se observado no governo ilegítimo de Michel Temer é uma afronta diária à própria Constituição do país, destaca Daniel Almeida.

O deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) destaca que o Brasil está sendo desmontado política, institucional e economicamente, e que a mobilização precisa vir de todos os setores da sociedade.“Cada dia fica mais clara a necessidade de nos mobilizarmos em torno de um amplo projeto nacional de desenvolvimento, articular amplas forças políticas, e trazer os trabalhadores para serem protagonistas deste caminho. Este 1º de Maio é a oportunidade perfeita para darmos força e vazão a essa ideia”, disse Almeida.

Em Salvador, as centrais sindicais organizam ato político e cultural no Farol da Barra, às 13h, com o tema “Defesa por democracia, Lula Livre, Marielle Vive”. O evento também acontece nas cidades de Feira de Santana, Santo Antônio de Jesus, Camaçari, Santo Estevão, Canavieiras, Conceição de Feira, Porto Seguro, Itamaraju, Itabotã e Teixeira de Freitas.

As iniciativas estão sendo organizadas pela Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Intersindical e movimentos que compõem as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Publicidade

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]