Salvador: dupla de bboys da Bahia e Sergipe vencem 11ª edição da Batalha de Break Vivadança

Bboy Manga e Bboy Clif, vencedores da 11ª Batalha de Break Vivadança.
Bboy Manga e Bboy Clif, vencedores da 11ª Batalha de Break Vivadança.
Bboy Manga e Bboy Clif, vencedores da 11ª Batalha de Break Vivadança.
Bboy Manga e Bboy Clif, vencedores da 11ª Batalha de Break Vivadança.

Jeferson Santos da Silva (Bboy Manga/Breakzas Crew – BA) e Walisson Moura (Bboy Clif – SE), dupla vencedora da 11ª Batalha de Break Vivadança, em 1º lugar, recebeu um prêmio no valor de R$ 2.000,00 e automaticamente já é uma das selecionadas para o Mova-­se Na Rua 2018, em Manaus, com todas as despesas pagas. Parceria que completa três anos em 2018.

“É o reconhecimento de todo o trabalho que nós tivemos, de todo o nosso treinamento, a satisfação dessa confraternização de estilos e fazer esse intercâmbio com bboys e bgirls do Brasil inteiro”, comentou Bboy Manga.

O 2º lugar ficou com a dupla Felipe Eduardo Brandão (B.Boy Kamon/Cyphers Clan – DF) e Emerson Sousa (B.Boy MadFlava/Cyphers Clan – BA) que levou troféu e prêmio no valor de R$ 1.500,00.

E o 3º lugar com a dupla Wallisson Dantas (B.boy Bronx/ Supreme Boyz – PB) e Lucas de Araújo (Bboy Chester/ Supreme Boyz – PB) que foi contemplada com um prêmio no valor de R$ 1.000,00.

Os campeões foram escolhidos por uma comissão técnica de jurados formada por B.girl Mini Japa (Amazon Crew/PA), B.boy Rato (Evolution Kingz/MG) e B.boy Insano (Diademaica/BA).

“O Vivadança criando uma interação do break com outras danças, misturando as culturas, acaba aproximando e integrando uma nova visão sobre a nossa arte”, define Bboy Rato.

O evento ainda contou com pocket shows das bandas Nova Era e do MC Feijão. No comando das pick-ups o DJ e produtor musical DjGug Pinheiro (BA) e DJ BATATA’KILLA (SP), da Diademaica Crew e Made in Favela. E reuniu representantes do Amazonas, Bahia, Brasília, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Pará, Pernambuco, Rio Grande do Sul, São Paulo e Sergipe, formando um grande painel nacional dos artistas da dança de rua, num espaço de intercâmbio de técnicas, ideias e propostas artísticas muito ricas.

Em 11 anos de existência, a batalha já reuniu mais de 110 comunidades, de 38 cidades e 12 estados do Brasil, tendo recebido importantes jurados da cena nacional e internacional.

O Vivadança Festival Internacional tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia. É uma realização da Baobá Produções Artísticas.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA)

Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111094 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]