MPF diz que presidente Michel Temer é ‘líder da organização criminosa’

Presidente Michel Temer encarna deplorável momento da República. Documento do MPF registra que Michel Temer é líder de organização criminosa.
Presidente Michel Temer encarna deplorável momento da República. Documento do MPF registra que Michel Temer é líder de organização criminosa.

Reportagem de Fábio Serapião, Amanda Pupo e Luiz Fernando Teixeira, publicada no jornal O Estado de São Paulo, desta quarta-feira (11/04/2018), reva que a Procuradoria da República no Distrito Federal atribui ao empresário e advogado José Yunes e ao coronel João Baptista Lima Filho o papel de arrecadadores do “líder da organização criminosa, Michel Temer”, presidente da República e que Yunes e o coronel são velhos amigos do presidente.

Michel Temer é citado como ‘líder da organização criminosa’ do MDB em pelo menos três oportunidades no aditamento à denúncia contra os supostos integrantes do ‘Quadrilhão’. No documento do MPF foram incluídos o doleiro Lúcio Funaro, os amigos de Temer e os testas de ferro do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB/RJ), Altair Pinto e Sidney Szabo. Todos são acusados por organização criminosa.

“Destaque-se sua estreita relação com o líder da organização criminosa, Michel Temer, como mencionado na denúncia.”, é registrado no documento do Minsitério Público Federal (MPF).

Presidente Michel Temer comenta

O presidente se manifestou por meio da assessoria de imprensa dizendo que as atribuições do coronel João Batista Lima Sobrinho em campanhas do presidente Michel Temer sempre foram pautadas pela legalidade, lisura e correção. Michel Temer foi presidente de partido político, obediente as leis e regras da legislação brasileira.

Defesa de José Luís Oliveira Lima e José Yunes comenta

Em nota, o advogado José Luis Oliveira Lima disse que a denúncia apresentada contra José Yunes ‘não encontra respaldo em prova alguma’. “Oportuno salientar que inicialmente o Ministério Público Federal arrolou José Yunes como testemunha de acusação e, sem qualquer fato novo, ou justificativa, aditou a inicial.”

“Advogado com mais de 50 anos de atuação, Yunes jamais recebeu qualquer valor ilícito da empresa Odebrecht ou de outra empresa.”

“A defesa tem tranquilidade que durante o processo ficará demonstrado de maneira clara a total improcedência da acusação.”

Baixe

MPF denuncia presidente Michel Temer como ‘líder da organização criminosa’

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9157 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).