Mesa-redonda discute ‘Formação Profissional para Dança’ na Escola de Dança da UFBA

Olga Cruz Montoya, João Fernandes, Janahina Cavalcante e Clara Trigo compõem a mesa-redonda sobre 'Formação Profissional para Dança'.
Olga Cruz Montoya, João Fernandes, Janahina Cavalcante e Clara Trigo compõem a mesa-redonda sobre 'Formação Profissional para Dança'.
Olga Cruz Montoya, João Fernandes, Janahina Cavalcante e Clara Trigo compõem a mesa-redonda sobre 'Formação Profissional para Dança'.
Olga Cruz Montoya, João Fernandes, Janahina Cavalcante e Clara Trigo compõem a mesa-redonda sobre ‘Formação Profissional para Dança’.

No Vivadança sempre foi importante ter um espaço de diálogo sobre o universo da dança. Este ano o festival realiza mais uma mesa-redonda, dessa vez sobre formação e profissionalização em Dança, um espaço para que os profissionais e iniciantes nesta arte possam pensar sobre as relações possíveis entre a formação acadêmica e o mercado, dois campos que atravessam a arte e fazem a roda girar. Participam da mesa Olga Cruz Montoya – Coordenação de Dança da Corporación Universitaria Cenda – Bogotá/Colômbia; João Fernandes – Professor do curso de dança e coordenador da pós-graduação Latu Sensu em Gestão e Produção Cultural da Universidade do Estado do Amazonas; Janahina Cavalcante – Coordenadora de dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia; Clara Trigo – Professora da Escola de Dança da UFBA; e Cintia Napoli – Diretora do Balé Teatro Guaíra. A mediação é de Matias Santiago – diretor do Balé Jovem de Salvador, professor da Escola de Dança da UFBA.

O Vivadança Festival Internacional tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia. É uma realização da Baobá Produções Artísticas.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA)

Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.

Agenda

Quando: 20 de abril, às 9:30 horas

Local: Teatro Experimental – Escola de Dança da UFBA – Campus Ondina (Salvador)

Mais informações no site: www.festivalvivadanca.com.br

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111111 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]