Jaqueline Colodetti médica desaparecida no Espírito Santo foi vista no interior da Bahia

Denúncias apontam que Jaqueline Colodetti passou por Poções, Jequié e Jaguaquara e estava indo em direção à Feira de Santana.
Denúncias apontam que Jaqueline Colodetti passou por Poções, Jequié e Jaguaquara e estava indo em direção à Feira de Santana.
Médica capixaba Jaqueline Colodetti, de 50 anos, desapareceu no Espírito Santo.
Médica capixaba Jaqueline Colodetti, de 50 anos, desapareceu no Espírito Santo.
Denúncias apontam que Jaqueline Colodetti passou por Poções, Jequié e Jaguaquara e estava indo em direção à Feira de Santana.
Denúncias apontam que Jaqueline Colodetti passou por Poções, Jequié e Jaguaquara e estava indo em direção à Feira de Santana.

A médica capixaba Jaqueline Colodetti, de 50 anos, desapareceu no Espírito Santo no último dia 3, está andando por cidades do interior baiano, segundo denúncias. De acordo com um caminhoneiro, a cardiologista pegou carona do município de Planalto até Poções no último sábado (07/04/2018). Outras testemunhas informaram que viram Jaqueline nas cidades baianas de Jequié, Jaguaquara e que estaria indo em direção à Feira de Santana. A família está na região em busca de mais informações.

Lapsos de memória podem ser uma das causas do desaparecimento. Segundo o caminhoneiro que deu carona à medica até Poções, ela aparentava sinais de confusão mental. “Ele contou que ela estava muito confusa, que não sabia para onde ela queria ir, e que ela só queria seguir”, contou a sobrinha Elizabetta Colodetti.

A última testemunha disse que ela falou que estava indo em direção ao município de Itabaiana, em Sergipe. A família pede que em caso de alguém vê-la, tente mantê-la no local e ligue imediatamente para o disque denúncia 181, para a polícia 190 ou nos telefones: (27) 99989-3396, (27) 98802-6205 ou (27) 99909-1524.

“Algumas pessoas dizem terem visto uma pessoa com as características dela, mas a deixam seguir. Pedimos que caso a vejam, tentem contê-la ou distrai-la e ligue imediatamente para os telefones. É fundamental esse apoio para que consigamos encontrá-la. Estamos muito preocupados, pois certamente ela está precisando de ajuda”, ressaltou Elizabetta

Sobre o desaparecimento

Jaqueline desapareceu quando voltava de Domingos Martins, região serrana do Espírito Santo, para Campo Grande, em Cariacica, onde mora e tem uma clínica médica.

Segundo a família da cardiologista, o caseiro de um sítio contou que viu a médica dentro do carro dela próximo a ponte do Rio Jucu. O veículo foi encontrado com todos os pertences. Apesar de não ter nenhum problema de saúde, a família acredita que Jaqueline possa ter tido um ‘apagão’.

Informações

Jaqueline é loira, tem os olhos claros, mede aproximadamente 1,70m e estava vestida com uma calça jeans clara, camiseta cor de “café com leite” e tênis surrado. Segundo denúncias, ela tem andado de cabelo amarrado.

Quem viu a médica ou tem informações sobre o paradeiro dela, deve entrar em contato imediatamente com a polícia pelo 191 ou pelo disque-denúncia 181, o sigilo e o anonimato são garantidos. A família também disponibilizou os telefones (27) 99989-3396, (27) 98802-6205 ou (27) 99909-1524.

*Com informações de Raquel Rampon, da R2M Comunicação e Marketing.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108689 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]