EUA se recusam a confirmar se possuem amostras que comprovam ataque químico em Douma, na Síria

Heather Nauert: Temos informações que nos levam a acreditar que tanto o cloro quanto o sarin foram usados ​​no ataque.

Heather Nauert: Temos informações que nos levam a acreditar que tanto o cloro quanto o sarin foram usados ​​no ataque.

O Departamento de Estado dos EUA se recusou a afirmar se tem ou não amostras de Douma que comprovam o suposto ataque químico contra civis.

“Não posso comentar sobre isso”, disse a jornalistas a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, quando perguntada se os EUA têm amostras ou evidências mostrando que armas químicas foram usadas.Os EUA acreditam que sarin foi usado junto com gás cloro no recente ataque à cidade de Douma, nos arredores de Damasco, disse Nauert no briefing.

“Temos informações que nos levam a acreditar que tanto o cloro quanto o sarin foram usados ​​no ataque”, disse Heather Nauert.

Fontes do Departamento de Estado dos EUA disseram que a equipe de inspeção da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) ainda não conseguiu entrar na cidade da Douma, na Síria, para conduzir uma investigação independente.

“Nossas fontes, que [nós] consideramos confiáveis, indicam que a equipe ainda não conseguiu entrar na Douma”, afirmou Nauert. “Esse é o nosso entendimento da situação a partir de agora.”

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, disse que a alegação de que a Rússia supostamente “bloqueou” a entrada da OPAQ em Douma é inescrupulosa.Nauert também disse que as sanções contra Moscou “não estão descartadas, nós simplesmente não temos nada para anunciar neste momento”. No domingo, a embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, disse que as sanções eram iminentes, mas a Casa Branca e o Departamento do Tesouro, em última análise, não seguiram adiante.

*Com informações da Sputnik Brasil.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]