Eleições 2018: Sob comando dos Vieira Lima, MDB cogita lançar candidato ao governo da Bahia como palanque para a reeleição do presidente Michel Temer

Lúcio Quadros Vieira Lima.
Lúcio Quadros Vieira Lima.
Deputado federal Lúcio Vieira Lima, excluído da aliança com ACM Neto, prepara palanque do MDB para Michel Temer.
Deputado federal Lúcio Vieira Lima, excluído da aliança com ACM Neto, prepara palanque do MDB para Michel Temer.

Liderado pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, presidente afastado da legenda e que está cumprindo prisão em Brasília, com o apoio do irmão deputado federal Lúcio Vieira, o MDB da Bahia pretende lançar candidato ao governo do estado, como forma de criar palanque eleitoral para o presidente Michel Temer (PMDB/SP), revelou reportagem da revista Época. São cotados para chapa, João Santana Filho, ex-ministro da Integração no segundo mandato do ex-presidente Lula, e o coronel aposentado Roberto Guimarães.

O MDB foi excluído pelo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), de participar do Bloco de Oposição ao governador Rui Costa (PT). O alcaide condicionou a participação da legenda no Bloco de Oposição à saída dos Vieira Lima do controle do MDB Estadual e municipal de Salvador.

Sobre Carlos Augusto 9524 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).